Itália

Guia da temporada 2009/10 (II)

O guia da temporada 2009/10 da Serie A na Trivela continua com mais cinco equipes – Internazionale e Juventus, as duas favoritas ao título, Fiorentina e Genoa, candidatos às vagas europeias, e o Chievo, que luta por mais um ano na elite. Para conferir a primeira parte, clique aqui.

Chievo

Colocação em 2008/09: 16º
Técnico: Domenico Di Carlo (mantido)
Principal jogador: Sergio Pellissier (atacante)
Competição continental que disputa: nenhuma
Quem chegou: Moracci (d, Verona), Girardi (a, Verona), Iunco (a, Salernitana), Gasparetto (a, Pisa), Rigoni (m, Vicenza), Granoche (a, Triestina), Antonazzo (d, Frosinone), Ariatti (m, Lecce).
Quem saiu: Esposito (a, Roma), Makinwa (a, Lazio), Langella (a, Bari), Sardo (d, Catania), Di Donato (m, Vicenza), César (d, Padova), Italiano (m, Padova), Kerlon (m, Inter).
Objetivo na temporada: permanência na Serie A
Prognóstico da coluna: 18º
Provável time-base (em maiúsculas os reforços):
[4-3-1-2] Sorrentino; Frey, Morero, Yepes, Mantovani; Luciano, RIGONI, ARIATTI; Pinzi; Pellissier, Bogdani.

Di Carlo fez milagre ao tirar o time do fundo da tabela para livrá-lo do rebaixamento na última temporada, mas não deve pensar que será simples repetir o feito. O clube gastou tempo e esforço para garantir a permanência de Pellissier no elenco, mas se reforçou modestamente para a nova campanha.

A manutenção da base defensiva, principal responsável pela fuga do descenso, é um ponto positivo. De qualquer forma, é preciso fazer uma ressalva: a permanência do goleiro Sorrentino ainda é incerta. Caso ele saia, será preciso buscar uma reposição à altura.

Sem melhores opções no meio-campo e um parceiro de ataque mais eficiente para Pellissier, os “burros voadores” são candidatos a um retorno à Serie B.

Fiorentina

Colocação em 2008/09: 4º
Técnico: Cesare Prandelli (mantido)
Principal jogador: Adrian Mutu (atacante)
Competição continental que disputa: Liga dos Campeões
Quem chegou: Di Tacchio (m, Ascoli), Acosty (a, Reggiana), Arati (m, Reggiana), Da Costa (d, Sampdoria), Scuffia (g, Maceratese), Natali (d, Torino), Marchionni (m, Juventus), Castillo (a, Lecce).
Quem saiu: Zauri (d, Sampdoria), Bonazzoli (a, Reggina), Storari (g, Milan), Felipe Melo (m, Juventus), Almirón (m, Juventus), Mazuch (d, Anderlecht), Alex (d, Eupen).
Objetivo na temporada: vaga na Liga dos Campeões
Prognóstico da coluna: 3º
Provável time-base (em maiúsculas os reforços):
[4-2-3-1] Frey; Comotto, Gamberini, NATALI, Pasqual; Kuzmanovic, Montolivo; MARCHIONNI, Mutu, Vargas; Gilardino.

A Fiorentina tem um trabalho de longo prazo bem executado por técnico Cesare Prandelli, querido pelos jogadores e pela cidade, e conta com potencial para pleitear a terceira vaga direta na Liga dos Campeões, atrás das favoritas Inter e Juventus.

Para que esse potencial se cumpra, no entanto, a diretoria viola precisará completar o time com reforços até o fim do mês. Um zagueiro seria bem-vindo (Luisão e Miranda, ambos da Seleção Brasileira, já foram cotados), e um substituto para Felipe Melo é necessário (um dos nomes em pauta é Edinho, ex-Internacional e hoje no Lecce).

A chegada de Marchionni, envolvido na negociação de Felipe Melo, evidencia o desejo de Prandelli de contar com um time forte pelos lados do campo – o ex-juventino pela direita e o peruano Vargas na esquerda, enquanto Mutu atua nas costas de Gilardino, que na última temporada reencontrou o futebol perdido na passagem pelo Milan.

Genoa

Colocação em 2008/09:
Técnico: Gian Piero Gasperini (mantido)
Principal jogador: Rodrigo Palacio (atacante)
Competição continental que disputa: Liga Europa
Quem chegou: Floccari (a, Atalanta), Tomovic (d, Estrela Vermelha), Crespo (a, Inter), Bolzoni (m, Inter), Kharja (m, Siena), Troest (d, Parma), Palacio (a, Boca Juniors), Figueroa (a, Boca Juniors), Fatic (d, Salernitana), Moretti (d, Valencia), Esposito (d, Lecce), Zapater (m, Zaragoza), Amelia (g, Palermo).
Quem saiu: Milito (a, Inter), Thiago Motta (m, Inter), Paro (m, Bari), Ferrari (d, Besiktas), Rubinho (g, Palermo).
Objetivo na temporada: vaga em competição europeia
Prognóstico da coluna: 6º
Provável time-base (em maiúsculas os reforços):
[3-4-3] AMELIA; Papastathopoulos, Bocchetti, MORETTI; Rossi, KHARJA, ZAPATER, Criscito; PALACIO, CRESPO, Jankovic.

Sensação da última temporada, o Genoa sofreu baixas em todos os setores do campo, com as saídas de Rubinho, Ferrari, Thiago Motta e Milito. Por outro lado, o presidente Enrico Preziosi conseguiu reinvestir o dinheiro das negociações para contratar mais de meio time titular.

As chegadas dos argentinos Palacio e Crespo ao ataque devem causar muita expectativa. O primeiro foi balado por muito tempo na América do Sul, e muitos consideram que sua chegada à Europa foi tardia, aos 27 anos. O segundo é um goleador comprovado com anos de experiência internacional.

As presenças de Kharja e Zapater no meio-campo devem garantir equilíbrio entre defesa e ataque no 3-4-3 montado por Gasperini, que deve colocar o Genoa mais uma vez nas partes altas da tabela. Conciliar o campeonato e a participação na Liga Europa pode ser uma armadilha, mas desta vez os Grifoni partem com alguma obrigação de ir bem.

No gol, a troca de Rubinho por Amelia não provoca grandes alterações, já que são profissionais do mesmo nível.

Internazionale

Colocação em 2008/09: 1º
Técnico: José Mourinho (mantido)
Principal jogador: Júlio César (goleiro)
Competição continental que disputa: Liga dos Campeões
Quem chegou: Milito (a, Genoa), Thiago Motta (m, Genoa), Quaresma (m, Chelsea), Suazo (a, Benfica), Kerlon (m, Chievo), Lúcio (d, Bayern de Munique), Eto’o (a, Barcelona), Arnautovic (a, Twente).
Quem saiu: Cruz (a, Lazio), Figo (c, fim de contrato), Crespo (a, Genoa), Bolzoni (m, Genoa), Jiménez (m, West Ham), Maxwell (d, Barcelona), Ibrahimovic (a, Barcelona).
Objetivo na temporada: título
Prognóstico da coluna: 1º
Provável time-base (em maiúsculas os reforços):
[4-3-1-2] Júlio César; Maicon, LÚCIO, Chivu, Zanetti; Muntari, Cambiasso, THIAGO MOTTA; Stankovic; MILITO, ETO'O.

Não dá para deixar de colocar a Inter como principal favorita ao título, até porque vai em busca de um histórico quinto título consecutivo. Ainda assim, a saída de Ibrahimovic, que carregou o time nas costas em vários momentos nos últimos campeonatos, pode deixar uma pulga atrás da orelha.

Milito e Eto'o formam uma nova dupla de ataque, mas a compatibilidade entre eles ainda é algo a conferir. Caso eles joguem mesmo juntos, a falta de espaço para Balotelli, jogador de caráter difícil, pode criar problemas para Mourinho.

A contratação de Lúcio dá mais solidez à defesa, e o meio-campo também ganha com a chegada de Thiago Motta, que alia marcação e bom passe. Por outro lado, o clube segue na busca por um meia de ligação, depois da recusa de Hleb. Caso haja o acordo com Sneijder, do Real Madrid, a lacuna pode ser preenchida pelo holandês.

A obsessão pelo primeiro título europeu em 45 anos pode desviar um pouco do foco da equipe, mas não o suficiente para lhe tirar da condição de principal candidata à vitória final.

Juventus

Colocação em 2008/09: 2º
Técnico: Ciro Ferrara (efetivado)
Principal jogador: Alessandro Del Piero (atacante)
Competição continental que disputa: Liga dos Campeões
Quem chegou: Diego (m, Werder Bremen), Cannavaro (d, Real Madrid), Almirón (m, Fiorentina), Felipe Melo (m, Fiorentina), Cáceres (d, Barcelona).
Quem saiu: Knezevic (d, Livorno), Nedved (c, fim de contrato), Mellberg (d, Olympiacos), Ekdal (m, Siena), Marchionni (m, Fiorentina).
Objetivo na temporada: título
Prognóstico da coluna: 2º
Provável time-base (em maiúsculas os reforços):
[4-3-1-2] Buffon; Grygera, CANNAVARO, Chiellini, Molinaro; Camoranesi, FELIPE MELO, Sissoko; DIEGO; Amauri, Del Piero

O mercado da Vecchia Signora deixa duas certezas: a Juventus é a única equipe capaz de impedir o título da Inter, e a diferença técnica para os nerazzurri caiu em relação à última temporada. A única ressalva fica por conta dos laterais.

Depois de investimentos modestos após a passagem pela Serie B, o clube abriu os cofres e gastou quase € 50 milhões para ter Felipe Melo e Diego, montando um meio-campo de primeira linha. A direção ainda enfrentou a torcida para levar de volta Fabio Cannavaro, considerado um traidor por ter abandonado o barco em 2006, e formar em Turim a dupla de zaga titular da seleção italiana.

A efetivação de Ciro Ferrara no comando da equipe parece ter efeito positivo sobre o elenco, que Claudio Ranieri nunca conseguiu ter nas mãos. Pode-se esperar dos bianconeri muito empenho, o que, aliado à técnica da equipe, que do meio para a frente só tem jogadores que sabem o que fazer com a bola nos pés, pode significar uma briga intensa pelo primeiro lugar.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo