InglaterraPremier League

Wolves definham na 2ª divisão. E torcida invade o campo para xingar o presidente

O Wolverhampton pode ser considerado um dos clubes mais influentes da história do futebol. Afinal, o clube foi um dos 12 fundadores do Campeonato Inglês em 1888. E foi depois que os Wolves se declararam “campeões do mundo”, ao vencerem o Honvéd em 1953, que o jornalista Gabriel Hanot lançou no jornal L’Équipe a ideia de um campeonato europeu de clubes– o embrião que daria origem à Copa dos Campeões.

A fase atual do Wolverhampton, entretanto, está bem longe de lembrar seus períodos mais gloriosos. O clube três vezes campeão inglês está próximo de sofrer o segundo rebaixamento consecutivo. Vice-lanterna da Championship, a equipe precisa vencer o Brighton na rodada final, além de precisar torcer por derrotas de Barnsley e Peterborough – e ainda tirar quatro gols de diferença no saldo em relação ao último time.

Uma situação agravada consideravelmente neste sábado, quando os Wolves foram derrotados em casa pelo Burnley. O tropeço gerou revolta nas arquibancadas do Estádio Molineux. Cerca de 500 torcedores invadiram o campo para xingar o proprietário do clube, Steve Morgan – ex-acionista e torcedor do Liverpool, no controle do Wolverhampton desde 2007. Além disso, funcionários foram agredidos e instalações, depredadas. Um fim de temporada melancólico, que só tende a piorar com as possíveis punições aplicadas pela Football Association e o desfecho da rodada decisiva.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo