Inglaterra

Wenger acusa City de infringir fair play financeiro da Uefa

O técnico do Arsenal, Arsène Wenger, acusou o Manchester City de tentar infringir as regras do “fair-play” financeiro da Uefa com o novo patrocínio de cerca de € 450 milhões por 10 anos, incluindo o naming rights, com a companhia aérea Etihad Airways.

“Isso nos passa a mensagem de que eles podem crescer fazendo tudo o que querem e que não há fair play financeiro. A verba do patrocínio precisa ser compatível com o mercado, e não o dobro ou o triplo. Isso pode ser defendido, mas, se eles criam a lei, precisa ser respeitada”, disse o treinador francês.

O Arsenal fez um acordo semelhante com a Emirates em 2004 por € 90 milhões por 15 anos. “A gente deve ter feito um mau negócio”, completou Wenger, ironicamente.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo