InglaterraPremier League

Torcedores ganham jaquetas de R$ 350 do dono do Newcastle e vão doá-las aos sem-tetos

A relação entre boa parte da torcida do Newcastle e o dono Mike Ashley é horrível. Os apaixonados pelo clube, descontentes com temporadas medíocres nos últimos anos, acusam o empresário de não investir o bastante na equipe e usá-la para promover a sua loja de material esportivo.

LEIA MAIS: Ódio é tanto que um padre escreveu oração pedindo a Deus um novo dono para o Newcastle

Difícil discordar deles depois da ação de marketing que Ashley promoveu na última semana. Antes do encontro com o West Ham, prometeu dar de presente uma jaqueta de £ 60, o equivalente a mais ou menos R$ 350, para todos os torcedores que curtissem a página da Sports Direct, loja do empresário, e compartilhassem um post nas suas timelines, caso o Newcastle vencesse a partida.

O Newcastle venceu a partida. Bateu o West Ham por 2 a 1 e está quase saindo da zona de rebaixamento. Isso significou um número de jaquetas da EverLast no valor de £ 2,4 milhões (R$ 14 milhões) e muita publicidade para a empresa. “Mike sabe que os clientes amam nosso preços malucos, então decidimos fazer todo mundo apoiar o time”, disse um porta-voz da loja (como se o verdadeiro torcedor do Newcastle não apoiasse o time sem uma jaqueta como possível prêmio).

De acordo com o Huffington Post e o Daily Mirror, os torcedores estão se mobilizando pelas redes sociais para direcionar esses presentes para os moradores de rua que precisam muito mais de uma jaqueta. “Mesmo que uma pequena porcentagem das jaquetas vá para os sem-tetos já seria fantástico. Basicamente, poderia salvar uma vida”, disse um dos torcedores articulando a campanha, Stephen Farrel, 30 anos, ao Huffington Post,

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo