InglaterraPremier League

A temporada nem chegou à metade e Fàbregas já igualou seu melhor número de assistências

Dava até para se esperar um jogo mais complicado no Estádio Britannia. Se o Stoke City já atrapalhou a vida de Manchester City, Arsenal e Tottenham nesta temporada, não conseguir diminuir a vantagem do Chelsea na liderança da Premier League. A vitória por 2 a 0 dos Blues foi construída logo nos primeiros segundos de jogo, ajudando a equipe de José Mourinho a retomar os três pontos de vantagem na tabela. Noite protagonizada por aquele que vem sendo um dos grandes nomes da campanha: Cesc Fàbregas, o maior garçom da Europa em 2014/15, serviu John Terry no primeiro gol e fechou o placar com seus próprios pés.

Em 16 partidas pelo Campeonato Inglês, o espanhol deu 12 passes para gol. Mais do que qualquer outro jogador entre as grandes ligas europeias – De Bruyne vem logo atrás, com 10, enquanto Cristiano Ronaldo, Cheryshev, Payet, Sigurdsson e Koke somam oito. Juntando também os jogos pela Champions League, Fàbregas tem 15 assistências na temporada. Números que salientam a excelente fase do meio-campista.

Levando em conta apenas liga nacional e competição europeia, Fàbregas igualou nesta segunda a melhor marca da carreira. Em 2009/10, tinha servido 15 gols com a camisa do Arsenal, em sua última temporada antes de retornar ao Barcelona. Tudo bem que o faro de gol do espanhol não está tão afiado quanto nos tempos de Camp Nou ou Emirates – hoje, ele marcou seu quarto gol pelo Chelsea, e vibrou bastante por encerrar a seca de dois meses no Inglês. No entanto, o estilo de jogo do garçom potencializa as virtudes dos Blues. Em uma equipe fortíssima nas bolas aéreas e de jogo vertical, os cruzamentos e lançamentos do camisa 4.

O primeiro turno da Premier League sequer chegou ao fim e Fàbregas também já está entre os melhores garçons do torneio nas últimas cinco temporadas. A partir de 2009/10, apenas oito jogadores superaram a marca de 12 assistências em uma mesma edição da liga. O melhor deles foi David Silva, que serviu 15 tentos na campanha vitoriosa do Manchester City em 2011/12. Precisou de 36 partidas para atingir a marca, mais do que o dobro do compatriota. Na última temporada, o melhor foi Gerrard, com apenas uma assistência a mais que Fàbregas.

Diante da forma como o campeonato se desenha, não resta dúvida que os números do camisa 4 continuarão melhorando. Adversário cada vez mais visado, o Chelsea continuará dependendo bastante das bolas paradas. Dependendo do capricho de Fàbregas. O meia que teve participação direta em 14 dos 38 tentos do time pode não ser tão imprescindível. Mas poucos podem tão decisivos quanto ele nesta reconquista da Premier League.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo