InglaterraPremier League

Sem brilho, com eficiência: Man City bate Chelsea no Etihad

Em um clássico que mostrou pouco além de bolas travadas e alguma correria, o Manchester City foi mais eficiente e venceu o Chelsea por 2 a 0 no estádio Etihad, em Manchester. Vice-líder na tabela, os Citizens sabiam que precisavam vencer, depois que o Manchester United já tinha conseguido a vitória na rodada, no sábado. E contou com uma atuação decisiva de David Silva, que participou dos dos gols do time.

O técnico Roberto Mancini resolveu colocar no banco o argentino Tevez e o meia Nasri. Quem atuou no ataque foi Sergio Agüero, que pouco conseguiu fazer. Yayá Touré, um dos melhores do time, virou meia. Não conseguiu render o esperado. E o time ficou sem criação.

A situação no Chelsea era um pouco diferente. Apesar do time ter bons jogadores na armação de jogadas, o time não conseguia ficar com a bola. Tinha dificuldade para recuperá-la e, com um time só com um marcador de fato, Mikel, o time sofria para chegar ao ataque e praticamente não conheceu a área do Manchester City no primeiro tempo.

O segundo tempo mudou com a perda do pênalti de Lampard, a jogada individual de David Silva e Yayá Touré, que decidiu mais uma vez com um gol, e com o belo chute de Tevez. Assim, mesmo sem fazer um grande jogo, o Manchester City vence e segue com 12 pontos de desvantagem em relação ao Manchester United, com 68 contra 56. Se parece ruim agora, parecia ainda pior com os 15 pontos que o time viu o United abrir no sábado. O sonho do bicampeonato persiste no City. O Chelsea fica em terceiro com 49 pontos.

Destaque do jogo

David Silva. O jogo teve poucas chances de gol e não porque a marcação dos times prevaleceu. Na verdade, faltou mesmo que os dois times conseguissem chegar ao ataque com qualidade. David Silva foi quem mais tentou, tanto que participou dos dois gols da equipe e acabou sendo o jogador da partida.

Momento-chave

No início do segundo tempo, o Chelsea teve um pênalti a seu favor, depois da Hart derrubar Demba Ba na área. Frank Lampard foi para a cobrança, chutou forte e rasteiro no canto, e o goleiro da seleção inglesa defendeu. Com isso, o Manchester City cresceu ainda mais na partida.

Os gols

18’/2T: GOL DO MANCHESTER CITY!
David Silva tocou para Yayá Touré, que driblou dentro da área e chutou colocado, tirando do zagueiro Cahill e do alcance do goleiro Cech.

40’/2T: GOL DO MANCHESTER CITY!
David Silva novamente participou da jogada, tocou para Tevez, que soltou um torpedo de fora da área, no ângulo de Cech. Golaço no Etihad.

Curiosidade

O Manchester City perdeu na última rodada para o Southampton, mas a última vez que perdeu duas seguidas foi em outubro de 2010. Parece que será difícil fazer essa marca se repetir tão cedo.

Ficha técnica

MANCHESTER CITY 2X0 CHELSEA

Manchester City_escudo Manchester City
Joe Hart; Pablo Zabaleta, Kolo Touré, Matija Nastasic e Gäel Clichy; Jack Rodwell (Carlos Tevez, 9’/2T) e Javi García; James Milner, Yayá Touré e David Silva (Joleon Lescott, 45’/2T); Sergio Agüero (Samir Nasri, 45’/2T). Técnico: Roberto Mancini
Chelsea_escudo Chelsea
Petr Cech; Branislav Ivanovic, Gary Cahill, David Luiz e Ashley Cole; John Obi Mikel (Fernando Torres, 36’/2T) e Frank Lampard (Victor Moses aos 22’/2T); Ramires (Oscar, 23’/2T), Juan Mata e Eden Hazard; Demba Ba. Técnico: Rafael Benítez
Local: Estádio Etihad (Manchester-ING)
Árbitro: Andre Marriner (ING)
Gols: Yayá Touré, 18’/2T, Carlos Tevez, 40’/2T (Manchester City)
Cartões amarelos: Rodwell, Kolo Touré, Zabaleta (Manchester City), Ramires (Chelsea)
Cartões vermelhos: Nenhum

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo