Inglaterra

Scolari estuda mudanças no sistema de defesa

Luiz Felipe Scolari fará uma revisão do sistema de defesa do Chelsea após o amargo resultado da partida contra os rivais Manchester United pelo campeonato inglês. Tomando para si toda a responsabilidade pela derrota por 3 a 0 em Old Trafford, Felipão disse que trocaria a marcação homem-a-homem pela marcação por zona, na tentativa de eliminar as falhas da defesa que comprometeram as últimas performances do clube.

Dois dos três gols do United no domingo vieram de bolas paradas e as falhas na defesa também contribuíram para que marcassem outro, em uma derrota que deixou Scolari sob ainda maior pressão para a partida de quarta-feira contra o Southend, pela Copa da Liga.

“O que aconteceu deve servir de lição para nós”, declarou Felipão nesta terça-feira. O brasileiro admitiu que seus jogadores podem estar sofrendo por falta de confiança, mas alega que tem o apoio do elenco. “Nós nos saímos bem em 25 jogos, não em cinco. Há algo que eu preciso mudar. A responsabilidade agora é do grupo, não de um homem só. Mas se ficarmos falando dos erros o tempo todo, iremos cometer mais erros”.

“Nós tomamos cinco gols nas últimas quatro partidas, mas foi mais minha culpa do que dos jogadores, pois esse é o meu estilo”, acrescentou o treinador. “Eu tentei a marcação por zona, mas mudei de volta para o homem-a-homem, agora mudamos o sistema novamente. Fui responsável pelos últimos dois gols contra o United porque tentei mudar o resultado na segunda metade. Abri o meio-de-campo. Eu estava errado, mas esse é o meu estilo”.

Surgiram críticas de que o elenco atual do Chelsea já não está na sua melhor fase, com jogadores como Didier Drogba, Michael Ballack, Deco e Frank Lampard todos na faixa dos 30 anos, ou mesmo de que Scolari não tem a habilidade para tirar deles o seu melhor. Mas Felipão insistiu: “Estamos todos no mesmo barco. Se o Chelsea perde uma partida, não é apenas o Scolari, é a equipe do Chelsea”.

O ex-técnico da seleção portuguesa também negou os rumores de que teria se desentendido com Nicolas Anelka, que marcou 16 gols nas competições da temporada, mas não começou como titular em uma única partida desde o dia 26 de dezembro, quando Didier Drogba se recuperou de lesão.

Felipão já deixou claro que não acredita que Anelka e Drogba irão trabalhar como um time. “Todo mundo pensa que é fácil jogar com dois atacantes porque eles são bons. Mas eu tentei provar para as pessoas, para mim e para o Chelsea, que é difícil”, disse ele.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo