InglaterraPremier League

Sai Rooney, entra Falcao: quais os possíveis efeitos no United?

Ainda faltam mais algumas semanas para o final da temporada. Mas, considerado o marasmo que o Manchester United viverá até a 38ª rodada da Premier League, com o título praticamente assegurado e sem mais chances em nenhuma outra competição, o debate sobre o mercado de transferências já toma conta de Old Trafford. E, ao menos pelas especulações levantadas até aqui, a pré-temporada tem tudo para ser bombástica aos Red Devils.

O nome mais comentado entre aqueles que devem reforçar a equipe é o de Radamel Falcao García. O United já teria feito um adiantamento ao Atlético de Madrid pelo artilheiro, avaliado em € 60 milhões de euros, em negócio que também poderia envolver a ida de Chicharito Hernández ao Vicente Calderón. Sir Alex Ferguson tratou de refutar o negócio recentemente, mas os ingleses teriam enviado até mesmo um olheiro para ver o colombiano.

Na contramão, quem parece estar de saída é Wayne Rooney. Nesta semana, voltaram as esquentar as conversas de que o camisa 10 estaria de partida ao Paris Saint-Germain. Ex-dirigente do clube, Michel Moulin cravou que o negócio está feito para a próxima temporada. E, assim como aconteceu com o Milan, os parisienses estariam prontos para fechar um pacote em Manchester, em € 65 milhões que também valeriam a contratação de Nani.

Uma nova função para Rooney?

Em tese, serão três mudanças similares: sai Nani e entra Wilfried Zaha, mais jovem, já contratado e com características de jogo similares; sai Chicharito e entra Ángelo Henríquez, em condições parecidas com as de Zaha; e sai Rooney para a entrada de Falcao García, na mudança mais drástica das três.

A possível saída de Rooney já foi discutida por aqui há cerca de um mês, depois da eliminação para o Real Madrid na Liga dos Campeões. Ao lado de Robin van Persie, o camisa 10 não é mais o atacante de referência de outros tempos. Participando da criação do jogo, o inglês se dá melhor quando o técnico solta um pouco mais os pontas, em um 4-2-3-1. Porém, quando precisa dividir espaço com o holandês no 4-4-2, Rooney não tem ido também.

E, depois de Ferguson deixá-lo no banco no jogo decisivo contra o Real Madrid, outro sinal na mudança de relação veio no último domingo, com o camisa 10 fazendo parceira com Carrick no miolo do meio-campo. Rooney já tinha desempenhado outras funções na meia-cancha, mas não tão sobrecarregado defensivamente. Talvez seja a tentativa de aproveitar o talento do inglês em uma função mais efetiva, além de resolver os problemas de ligação no setor, evidentes em várias ocasiões da temporada. A procura por um herdeiro de Scholes, talvez.

Batendo o martelo pelo 4-4-2

Já a chegada de Falcao García significaria a consagração do 4-4-2, esquema sob o qual Ferguson viveu seus melhores momentos na década de 1990. É difícil imaginar que o colombiano venha para disputar espaço Van Persie. Os dois devem se complementar no ataque, combinando o faro de gol e a boa movimentação que têm. Uma dupla que promete deixar na poeira os melhores momentos de Dwight Yorke e Andy Cole com a camisa vermelha.

Resta saber qual seria a predisposição de Rooney para uma nova carreira, bem como o interesse do clube em uma expansão significativa da folha salarial, caso o camisa 10 fique e Falcao chegue. Mesmo se o inglês permanecer, o United deve, de um jeito ou de outro, buscar novos nomes para o carente meio-campo – Tom Cleverley ainda se prova, Anderson não convence, Paul Scholes, Ryan Giggs e Darren Fletcher não aguentam. Por enquanto, tudo não passa de especulação. Que, se concretizadas, causarão grandes repercussões.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo