InglaterraPremier League

Raiola, novo agente de Lukaku, já faz das suas: “Não deveria jogar no Everton”

Você já deve ter ouvido falar de Mino Raiola. Ele é um super-agente do futebol europeu, responsável pelas carreiras de Ibrahimovic, Pogba e Balotelli. Tem um perfil, digamos, beligerante, e gosta de pressionar os clubes ameaçando levar os seus clientes para outros lugares. Às vezes, leva mesmo, basta dar uma olhada no tanto de clubes que Ibra e Balotelli têm no currículo. Acertou recentemente com Romelu Lukaku e não demorou nem um mês para começar a fazer das suas.

LEIA MAIS: Qual o maior clube inglês de todos os tempos? Este ranking tentou determinar

O primeiro ato de Raiola no emprego foi sugerir que Lukaku encaixaria bem na Juventus. Deu o pontapé inicial às especulações, tanto que o técnico do Everton, Roberto Martínez, disse na última quinta-feira que a troca de agentes não significa que o belga está de saída de Goodison Park. Talvez reagindo a isso, o agente afirmou nesta sexta que, se tivesse conhecido Lukaku antes, não o teria deixado assinar com o Everton.

“Talvez em outro lugar, talvez ainda estivesse no Chelsea”, afirmou. “Quero deixar claro: Romelu é um melhor atacante que Diego Costa e poderia ter feito o mesmo que o espanhol fez nesta temporada. Mas os diretores do Chelsea decidiram comprar outra estrela ao invés de dar confiança para um dos seus jovens.”

Essa é outra característica de Raiola: umas comparações um pouco desproporcionais. Mas, de fato, Lukaku é bom atacante e, se continuar evoluindo, pode jogar por clubes com ambições maiores, como “PSG, Manchester City, Manchester United e Bayern de Munique”. Curiosamente, clubes com dinheiro. Muito dinheiro.

Ele não confirmou que seu novo cliente sai no final da temporada, quer “ver o que acontece no verão”, mas também não deve ser fácil para o Everton já começar a ouvir especulações sobre a saída do jovem belga. Afinal, o clube pagou € 30 milhões por ele.

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo