Premier League

Wolverhampton, de Nuno, enfrentará City e Liverpool em um intervalo de 45 horas: “Vamos tentar sobreviver”

O Wolverhampton entra em campo nesta sexta-feira, às 16h45 (Brasília), para enfrentar o Manchester City, atual bicampeão inglês, no único compromisso de Boxing Day da Premier League que não será em 26 de dezembro. E 45 horas depois (44 horas e 45 minutos), encara o atual campeão europeu e mundial Liverpool, às 13h30 de domingo. O treinador Nuno Espírito Santo tem uma meta clara para essa dupla de partidas: sobreviver.

[foo_related_posts]

Com rodada cheia na quinta-feira e outra bem recheada no sábado, a maioria dos times fará duas partidas em três dias. O Wolverhampton, porém, é um dos cinco que precisará jogar duas vezes em menos de 48 horas, ao lado de Leicester, City, Bournemouth e Newcastle. E três dias depois, em 1º de janeiro, tem mais um compromisso, contra o Watford.

Irônico, Pep Guardiola contou que escreveu uma carta à Premier League “para dizer obrigado”, e o acaso acabou escancarando o absurdo calendário da liga inglesa no fim do ano com o exemplo do Wolverhampton, que enfrentará dois dos melhores times do mundo em um intervalo de menos de dois dias.

“Somos o time que tem menos horas entre jogos nesse período – 45 horas entre duas partidas e 112 horas entre três jogos até o Ano Novo”, disse Nuno Espírito Santo. “Será muito difícil. Acho que todos os treinadores estão preocupados e com razão. Estou particularmente preocupado porque tenho dito isso: o calendário não faz sentido, é absurdo para todos os times”.

“Claro, há times que tem três dias entre as partidas, mas eu não sei a razão específica para o Wolverhampton ter menos horas. Mas é uma preocupação para todos. Temos que sobreviver. Temos que sobreviver. Vamos ver o que acontece. Vamos treinar, vamos nos preparar para jogar com o Manchester City e vamos ver. Vamos tentar sobreviver”, completou.

O Wolverhampton perdeu apenas uma vez pela Premier League nas últimas 13 rodadas e aparece em sexto lugar na tabela.

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Bloqueador detectado

A Trivela é um site independente e que precisa das receitas dos anúncios. Considere nos apoiar em https://apoia.se/trivela para ser um dos financiadores e considere desligar o seu bloqueador. Agradecemos a compreensão.