Premier League

Ruim para todo mundo: VAR anula dois gols em decepcionante empate entre West Ham e Aston Villa

West Ham se distancia de vagas europeias, e Aston Villa pode ver o Tottenham passar e assumir o quarto lugar da Premier League

West Ham e Aston Villa fizeram um jogo que começou cheio de expectativas, já que ambos os times lutam por vagas em competições europeias, e precisavam desesperadamente de uma vitória pela Premier League. Mas o 1 a 1 no Estádio Olímpico de Londres, neste domingo (17), com gols de Michail Antonio e Nicolò Zaniolo, foi insatisfatório para ambos os times, especialmente para a equipe londrina, que teve dois gols anulados pelo VAR, sendo um já nos acréscimos.

O resultado faz o Aston Villa ligar o sinal de alerta. Ainda na quarta posição, com 56 pontos, o time de Birmingham pode perder a vaga parcial na Champions League caso o Tottenham, que tem 3 pontos a menos, vença o jogo a menos que possui. Já o West Ham fica mais longe de uma disputa europeia em 2024/2025. Com 44 pontos, o sétimo colocado da Premier League está a 9 do Tottenham, primeiro time entre os classificados.

West Ham se impõe, e Antonio finalmente marca

Jogando em casa, o West Ham não quis saber se o Aston Villa disputa vaga na Champions, e foi para cima desde o início da partida. Aos 17 minutos, Paquetá teve boa chance após sobra de escanteio, mas seu chute desviado, que enganou Martínez, foi para fora. Aos 26, foi Coufal quem ficou perto de fazer gol para os Hammers. O lateral tcheco acertou um chute forte defendido pelo goleiro argentino, e na sobra, o próprio Coufal finalizou para fora.

E aos 29 minutos, finalmente o time londrino conseguiu abrir o placar. Soucek lançou Coufal, que avançou pelo lado direito. O lateral cruzou para a área, e Antonio, de peixinho, mergulhou para fazer o seu primeiro gol após 17 jogos sem marcar.

A vantagem não tirou o ímpeto do West Ham, que seguiu sendo mais perigoso. Kudus até chegou a marcar outro gol, anulado pela arbitragem por falta em Martínez. O Aston Villa, depois do novo susto, chegou a crescer na partida, tentando chegar pelo lado esquerdo. Mas nem os apoios de Moreno e Rogers foram suficientes para quebrarem o sistema defensivo do time anfitrião, que foi para o intervalo em vantagem.

VAR fora bolhas do West Ham duas vezes

O mau desempenho no primeiro tempo fez com que Unai Emery mexesse no Aston Villa, colocando Diaby e Cash. No entanto, o West Ham mostrou mais perigo e chegou a fazer outro gol com Antonio em cobrança de escanteio. Mas o tento do jamaicano foi anulado após consulta no VAR, por conta de um empurrão do atacante no goleiro Martínez.

Mas, de fato, o Aston Villa melhorou bastante com as mudanças. Leon Bailly, pelo lado direito, passou a chamar mais a responsabilidade com jogadas individuais. O técnico David Moyes tirou Antonio para reforçar a defesa e apostar em contra-ataques para matar o jogo. Principal criador de jogadas dos Hammers, Lucas Paquetá também ficou perto de ampliar a vantagem, mas sua cobrança de falta aos 26 minutos foi defendida por Martínez.

Precisando do resultado para não perder a vaga entre os classificados para a Champions League, o Aston Villa voltou a pressionar, e por pouco Konsa não empatou a partida após sobra em escanteio. Mas o chute do defensor foi pego por Areola. Finalmente o empate veio aos 34 minutos. Diaby recebeu lançamento em profundidade e tocou para trás. Zaniolo, que também entrou durante o jogo, apareceu livre para finalizar e pôr a bola no fundo das redes do West Ham.

O resultado era insatisfatório para ambos os times, e tanto West Ham como Aston Villa buscaram de forma desesperada o gol. E o time da casa, no finzinho da partida, gritou gol novamente, mas ficou com o gosto amargo no fim. Após cobrança de falta de Ward-Prowse aos 51 minutos, Mavropanos desviou a bola e em disputa, Soucek desviou a bola para fazer o que seria o gol da vitória dos Hammers. Mas após uma consulta ao VAR, a arbitragem viu um toque de mão do tcheco, e anulou o gol. Uma decepção coletiva tanto dos jogadores, como também da torcida londrina.

Foto de Vanderson Pimentel

Vanderson Pimentel

Jornalista formado em 2013, e apaixonado por futebol desde a infância. Em redações, também passou por Estadão e UOL.
Botão Voltar ao topo