Premier League

Tudo azul! Manchester City consegue virada histórica e é campeão inglês

Com uma virada espetacular nos acréscimos, Agüero escreveu seu nome na história do clube com um gol do milagre que dá o título inglês ao time depois de 44 anos

A rodada final da Premier League 2011/12 terminou de maneira eletrizante para consagrar o Manchester City como campeão inglês. Em um jogo que se prometia fácil no Etihad Stadium, os azuis sofreram a virada para o Queens Park Rangers e viam o título escapar até os acréscimos. Mas, depois de muita pressão, Edin Dzeko e Sergio Agüero surgiram como heróis para os Citizens, garantindo o triunfo por 3 a 2 e levantando novamente a taça após 44 anos, na terceira conquista nacional de sua história.

Ao fim da competição, o City soma os mesmos 89 pontos do Manchester United, mas manteve a vantagem de oito gols de saldo. Os Red Devils, aliás, fizeram sua parte ao vencer o Sunderland por 1 a 0 no Stadium of Light, mas nada suficiente. Ao fim, prevaleceu a supremacia dos rivais dentro do Etihad Stadium, onde venceram 18 e empataram um jogo ao longo da competição.

Sofrimento azul

O domínio do Man City durante o início da partida era evidente, enquanto o QPR se fechava em torno de sua área. Sem espaços para finalizar, o time da casa ameaçava principalmente em chutes de fora da área, a maioria sem direção. A primeira vez que os azuis infiltraram bem a defesa adversária e ameaçaram foi aos 15, quando David Silva bateu rasteiro e o goleiro Kenny pegou. A única chance dos londrinos na primeira etapa viria aos 23 minutos, em cobrança de falta de Djibril Cissé que Joe Hart caiu para fazer defesa firme.

E a preocupação de Roberto Mancini aumentou quando Yaya Touré sentiu lesão na coxa e começou a mancar em campo. Apesar de permanecer em campo no sacrifício por alguns minutos, o meio-campista foi decisivo no primeiro gol do City. Em boa tabela pelo lado direito, o marfinense deixou Pablo Zabaleta de frente para o gol. O lateral encheu o pé e a bola passou por entre as mãos de Kenny, batendo na trave antes de morrer no gol.

Sem Touré, substituído no fim do primeiro tempo, os Citizens pareciam ter interesse em matar a partida na volta do intervalo. Mas sofreram um duro golpe aos três minutos, quando Cissé igualou o placar. Joleon Lescott afastou mal lançamento longo e acabou deixando o francês de frente para o gol, fuzilando na saída de Joe Hart.

Depois do tento, os azuis passaram a sufocar os londrinos. Aos seis minutos, Sergio Agüero recebeu na pequena área e isolou oportunidade claríssima. Já aos 11, a vida parecia ainda mais fácil quando Joey Barton foi expulso, por acertar Tevez e Agüero sem a bola. Com um a mais, o City via suas tentativas pararem nas mãos de Kenny, que fez dois milagres em sequência aos 14 minutos, em tentativas de Tevez e Agüero de dentro da área.

E, aos 20 minutos, o QPR demonstrou mais uma vez eficiência no ataque ao conseguir a virada. Armand Traoré avançou pela esquerda e cruzou para Jamie McKie, sozinho dentro da área, cabecear para dentro do gol. O resultado adverso levou o Manchester City ao desespero, com Edin Dzeko e Mario Balotelli saindo do banco de reservas para tentar salvar a equipe.

Nos 20 minutos finais, o bombardeio se intensificou ainda mais, embora os Citizens não demonstrassem a calma necessária para marcar. Quando acertavam o gol, Kenny parecia intransponível. O goleiro fez novos milagres em cabeçada de Tevez e em chute da pequena área de Dzeko.

Somente nos acréscimos é que o chorado título seria garantido. Em cobrança de escanteio de David Silva, Dzeko subiu de cabeça para deixar tudo igual aos 46. E, aos 48, Kun Agüero consumou a virada. O atacante arrancou pela intermediária e, após tabelar com Mario Balotelli, fuzilou para finalmente vencer Kenny e explodir o Etihad Stadium de alegria.

United por pouco não celebra

Em Sunderland, os Black Cats tentaram equilibrar a partida durante os primeiros minutos e ameaçaram o gol defendido por David De Gea, que precisou trabalhar cedo, em chutes de David Vaughan e James McClean. E, apesar dos sustos, o United logo passou a controlar as ações do jogo. Aos 17, Phil Jones quase fez o primeiro de cabeça, aproveitando saída ruim de Simon Mignolet para cabecear por cima do travessão.

Apenas dois minutos depois, Wayne Rooney deixaria os Red Devils na frente. Jones cruzou da direita e o atacante apareceu sozinho para escorar para as redes. O camisa 10 seguiu inspirado e o United pressionava em busca do segundo gol. Mignolet salvou o gol de Ryan Giggs aos 29, pouco antes de Rooney acertar o travessão em cobrança de falta. O atacante ainda furou bola na pequena área, ao tentar bater na bola de letra.

Na volta para o segundo tempo, o United voltou mais contundente e Mignolet precisou sair nos pés de Rooney, logo aos dois minutos, para evitar o pior. Os Black Cats até tentaram sair um pouco mais para o jogo no início da etapa complementar, mas se viam bem marcados pela equipe de Manchester. E Ashley Young teve outra chance clara de ampliar aos 13 minutos, em chute forte que desviou na defesa antes de sair para a linha de fundo.

Sem precisar de tanta intensidade, os Red Devils seguiam mantendo a posse de bola em seu campo ofensivo. Aos 32 minutos, Paul Scholes voltou a acertar a trave em chute da meia-lua e, no rebote, Mignolet fez milagre em chute de Wayne Rooney. Aos 43, Mignolet faria outra grande defesa, em falta batida por Giggs, enquanto, no último lance de perigo, Rooney errou por muito pouco o alvo.

QPR se safa, Bolton vai para a Championship

Apesar da derrota, o Queens Park Rangers seguirá na Premier League 2012/13. O terceiro rebaixado foi o Bolton, que empatou por 2 a 2 com o Stoke City no Britannia Stadium. John Walters deixou os Potters na frente, mas Mark Davies e Kevin Davies viraram ainda no primeiro tempo. Já o gol que degolou os Whites veio aos 32 do segundo tempo, com Walters cobrando pênalti. Os Aston Villa, que também corria riscos, perdeu por 2 a 0 para o Norwich e ainda assim se salvou. Grant Holt e Simon Jackson fizeram os tentos da partida.

Confira os jogos da última rodada da Premier League:

Domingo, 13/mai
Chelsea 2×1 Blackburn
Everton  3×1 Newcastle
Manchester City 3×2 Queens Park Rangers
Norwich 2×0 Aston Villa
Stoke 2×2 Bolton
Sunderland 0x1 Manchester United
Swansea 0x0 Liverpool
West Bromwich 2×3 Arsenal
Wigan 3×2 Wolverhampton

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo