Premier League

Torcedor do Norwich deixou £100 no testamento para agradecer aos jogadores e pagar uma rodada de bebidas

Barrie Greaves dedicou boa parte de sua vida a apoiar o Norwich City. Nascido e crescido na cidade, o torcedor fanático acompanhava os jogos dos Canários nas arquibancadas de Carrow Road desde a década de 1940. Já nos últimos meses, por conta de uma doença nos rins, o veterano deixou de frequentar o estádio e viu sua saúde definhar. No entanto, não se esqueceu do clube nem mesmo em seu testamento. Com muito bom humor, o inglês falecido no último mês de dezembro deixou uma herança aos jogadores do Norwich: £100, para que comprassem uma rodada de bebidas e fizessem um brinde em sua memória.

Greaves nasceu em 1936 e passou a ir aos jogos do Norwich quando tinha 10 anos, por influência de seu avô. Ainda na adolescência, o torcedor passou a comprar o carnê de temporada dos Canários e assistiu a centenas de partidas em Carrow Road. Uma paixão transmitida à toda a família e que seguiu com o passar dos anos. Formado em História na Universidade de Durham, o inglês conciliou o trabalho como professor e seu prazer em acompanhar diferentes esportes. Foram mais de 30 anos dando aulas, até a aposentadoria nos anos 1990.

Em Carrow Road, Barrie Greaves presenciou a ascensão do Norwich. Quando começou a frequentar o estádio, os Canários ainda disputavam a terceira divisão, sem nenhuma passagem pela elite do Campeonato Inglês. A campanha favorita do torcedor aconteceu em 1958/59, quando o time da terceirona alcançou as semifinais da Copa da Inglaterra. De qualquer maneira, outras glórias viriam aos auriverdes. O Norwich alcançou a elite pela primeira vez em 1972 e faria campanhas dignas na primeira divisão, sobretudo na virada dos anos 1980 para os 1990, quando rondou o título. Além disso, a equipe por duas vezes conquistou a Copa da Liga.

O carnê de temporada foi mantido por Barrie Greaves até 2018, quando o Norwich militava na Championship. Com problemas nos rins, ficava difícil para o octogenário seguir presente nas arquibancadas. Ainda assim, o idoso ouvia a todos os jogos no rádio e pôde comemorar o título da segunda divisão conquistado em 2019. Mas, aos 83 anos, ele não resistiria por tanto tempo. Faleceu no último dia 28 de dezembro, em consequência de sua doença renal. Não sem antes oferecer um último brinde aos Canários.

Em seu testamento, Barrie Greaves deixou a herança dividida entre suas duas filhas e seu três netos, todos igualmente torcedores do Norwich e donos de carnês de temporada. Além disso, guardou £100 especialmente ao clube de coração. O valor parece irrisório à equipe que milita na Premier League, mas certamente garantirá sorrisos ao elenco. O torcedor desejava que o dinheiro fosse gasto com bebidas aos jogadores, para que oferecessem um gole àquele que acompanhou as partidas em Carrow Road por mais de 70 anos.

“Ele sempre me disse que daria £100 aos jogadores em seu testamento. Ele queria dar esse dinheiro para agradecer o entretenimento ao longo dos anos, pelos bons momentos e também pelos ruins. Quando penso no desejo dele, isso me faz sorrir. Ele imaginou um gesto divertido. Ele adorava fazer piada com futebol, como eu também adoro”, contou Sarah Greaves, filha mais nova do torcedor falecido, em entrevista ao Eastern Daily Press.

O Norwich City não se pronunciou sobre o testamento de Barrie Greaves. Lanterna da Premier League, o clube não anda com muitos motivos para brindar. Mesmo assim, seria bem bacana se os Canários gravassem um vídeo com a singela homenagem. Eles não estariam apenas cumprindo o desejo do veterano, como também levariam em consideração a dedicação de seus demais torcedores e de todos aqueles que acompanham o futebol com afinco. Seria um justíssimo trago ao esporte.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Bloqueador detectado

A Trivela é um site independente e que precisa das receitas dos anúncios. Considere nos apoiar em https://apoia.se/trivela para ser um dos financiadores e considere desligar o seu bloqueador. Agradecemos a compreensão.