Premier League

Surpresa para toda vida

Bedlington é uma pequena cidade de 15 mil habitantes, localizada 16 km ao norte de Newcastle upon Tyne, na Inglaterra. Um desses moradores, o jovem Sam Livingstone, de apenas quatro anos, teve no início do ano uma tarefa simples na escola. Sua professora lhe pediu para escrever um cartão de São Valentim para sua mãe. Sam, no entanto, optou por mandar a cartinha para outra pessoa.

Torcedor do Newcastle, Sam estava empolgado no início do ano com a chegada de Papiss Cissé ao clube. Contratado por cerca de 12 milhões de euros, o senegalês trocou o Freiburg pelo futebol inglês e vem fazendo sucesso. Ou melhor, quebrando recordes. Neste sábado, na vitória por 3 a 0 sobre o Stoke, ele marcou seu 11º gol em dez jogos pelos Magpies e está com média de um a cada 68 minutos na Premier League – melhor marca da história para atletas com pelo menos uma dezena de gols.

No início da semana, porém, Cissé deixou o campo de treinamento do Newcastle e se dirigiu para Bedlington. Quando recebeu a carta de Sam, pouco tempo depois de sua chegada ao clube, o jogador africano se comoveu com a mensagem de boas vindas. Entrou em contato com o pai do garoto e decidiu retribuir o carinho com uma visita especial.

Ao abrir a porta, o sorriso de Sam e seu irmão Jack, de sete anos, valeu mais do que qualquer título para Papiss Cissé (vejam a galeria de fotos). “Visitar o Sam e sua família foi apenas a minha maneira de dizer muito obrigado a um jovem torcedor que mostrou uma bondade genuína ao me receber em um novo país e um novo clube. E tenho que agradecer eles também pelo coelhinho de páscoa que ganhei!”.

A experiência, sem dúvida alguma, também marcou a vida de Sam para sempre. “Não acreditei quando meu pai pediu para eu e meu irmão irmos na porta ver quem estava lá. Aí, o Papiss Cissé apareceu. Foi muito legal, isso não acontece! Ele entrou, deu alguns presentes e depois nos mostrou seu carro que é demais”.

E para alegria de Sam e Jack, o Newcastle assumiu neste final de semana o quarto lugar do Campeonato Inglês. Com o bom momento, seis vitórias consecutivas, e os tropeços dos rivais Tottenham e Chelsea, provavelmente terá a chance de retornar à fase de grupos da Liga dos Campeões após dez anos.

Mostrar mais

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo