Premier League
Tendência

Sterling vai financiar bolsas de estudos a jovens negros em duas das melhores universidades do Reino Unido

Sterling, através de sua fundação, dará 14 bolsas de estudos a estudantes negros de origens africanas e caribenhas, que vierem de situações vulneráveis

Raheem Sterling pode não viver a melhor temporada de sua carreira, num momento apagado com o Chelsea. Porém, o atacante marcou um dos grandes golaços de sua carreira fora dos gramados, ao garantir oportunidades a jovens de origens parecidas com a sua. A Raheem Sterling Foundation iniciou uma parceria com o Kings College de Londres e com a University of Manchester, duas das melhores instituições de ensino do país, para oferecer bolsas de estudos. Serão contemplados 14 estudantes negros de origens africanas e caribenhas, de situação socioeconômica mais vulnerável. Os primeiros quatro alunos já ganharão as bolsas para o ano escolar de 2023/24.

O programa da Raheem Sterling Foundation visa os próximos três anos. As bolsas estarão disponíveis para jovens da Grande Manchester e da Grande Londres. A ideia é oferecer mais acesso ao ensino superior, assim como auxiliar o caminho de jovens negros e pobres. Ainda que tenha ascendido por outro caminho, Sterling demonstra uma grande consciência social e garante uma retribuição à sociedade através dos estudos. Menos de 5% dos estudantes que iniciaram a graduação no Reino Unido em 2021 são negros.

“Essa oportunidade ajudará os jovens a terem mais acesso à educação e vai apresentá-los a experiências e oportunidades que irão melhorar suas perspectivas futuras de carreira. Espero que essa iniciativa seja uma virada de jogo real nos próximos anos e estou muito feliz por trabalhar com duas das melhores universidades do mundo. Desejo tudo de bom aos alunos que receberem nosso financiamento e espero encontrar todos no campus de Manchester e Londres ainda neste ano”, declarou Sterling.

“Na Raheem Sterling Foundation, acreditamos que o acesso a melhores oportunidades de educação e emprego deve ser justo a todos os jovens, independentemente de suas origens e condições financeiras. O trabalho que fazemos é em busca de melhorar oportunidades, carreiras futuras e qualidade de vida. Não vamos descansar enquanto não tivermos sucesso na visão de Raheem sobre isso”, declarou Clive Ellington, representante da fundação. “A parceria com duas das mais destacadas universidades do país, cuja luta por mudança reflete a nossa, é um verdadeiro destaque em nossa jornada e não poderíamos estar mais felizes em anunciar nosso compromisso com eles e com os estudantes”.

Sterling nasceu em Kingston, na Jamaica. O atacante perdeu o pai, assassinado, quando tinha apenas dois anos. Já aos cinco anos de idade, o garoto se mudou para Londres ao lado da mãe, corredora em competições jamaicanas de atletismo. Sterling cresceu no norte de Londres, numa moradia pública nas imediações de Wembley. Durante a juventude, ele estudou numa entidade correcional por conta de problemas de comportamento. Sua mudança ao Liverpool ainda na base se deu para se afastar do ambiente de gangues em Londres. Encontrou seu sucesso no futebol e redireciona o que ganhou a jovens com raízes parecidas.

Foto de Leandro Stein

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreveu na Trivela de abril de 2010 a novembro de 2023.
Botão Voltar ao topo