Pela terceira vez na temporada, a segunda em um intervalo de dois dias, uma partida da Premier League é adiada indefinidamente devido a um surto de Covid-19 em um dos clubes envolvidos. Desta vez, o aumento de casos aconteceu no Fulham, que enfrentaria o Tottenham nesta quarta-feira (30). A situação sanitária na Inglaterra se deteriora rapidamente após o surgimento de uma nova cepa do Coronavírus com taxa de transmissão 70% maior.

Quase que simultaneamente ao anúncio da suspensão da partida entre Tottenham e Fulham, a cidade de Liverpool foi rebaixada na divisão de áreas no país de acordo com a circulação do vírus. Liverpool e Everton eram, no momento, os dois únicos clubes da Premier League permitidos a receber públicos de até duas mil pessoas por jogo. Agora, deverão seguir a imposição de portões fechados como os outros 18. Quando o novo sistema de categorias foi introduzido, há apenas um mês, metade das equipes se enquadrava na chamada categoria 2, podendo receber até dois mil espectadores.

Novo técnico do West Bromwich, Sam Allardyce, de 66 anos, mostrou-se preocupado com a situação no país e admitiu temer por sua saúde, pedindo uma pausa na temporada da Premier League diante do alto número de casos. Nas últimas 24 horas, o Reino Unido registrou mais de 53 mil novas infecções.

“Estou muito preocupado comigo mesmo e com o futebol em geral. A segurança de todos é mais importante do que qualquer outra coisa. Quando ouço as notícias de que a nova variante do vírus transmite mais rápido que o vírus original, penso que só podemos fazer a coisa certa, que é ter uma pausa”, sugeriu.

“Tenho 66 anos, e a última coisa que quero é pegar Covid. Por mais que estejamos sendo testados – tivemos um positivo nesta semana –, parece que o vírus está à espreita. Não importa o quanto tentamos, não importa quantas vezes sejamos testados, como usamos nossas máscaras, como desinfectamos nossas mãos, ainda estamos tendo muitas infecções no país. Se a pausa for ajudar, vamos em frente, e deixa a temporada se estender um pouco mais depois de atravessarmos isso.”

O jornal inglês Telegraph noticiou na terça-feira (29) que a Premier League iria discutir uma pausa de duas semanas na temporada devido à agravação da pandemia no país, mas a liga foi rápida em desmentir a informação, afirmando em comunicado oficial nesta quarta que, “com números baixos de testes positivos na maioria esmagadora dos clubes, a Premier League segue com plena confiança em seus protocolos de Covid-19 e em poder continuar a jogar nossas rodadas como previsto”. O detalhe é que esta afirmação foi feita no mesmo comunicado em que a liga precisou anunciar seu segundo adiamento de jogo em um intervalo de dois dias.

A multiplicação de casos nas bolhas da Premier League coloca em dúvida o andamento da temporada como inicialmente imaginado, e talvez a liga precise reconhecer em breve que a situação pede por uma reavaliação do panorama.