Premier League

Schmeichel foi uma muralha no segundo tempo, mas dois gols de Jota deram a vitória para o Liverpool

A vitória do Liverpool em Anfield teve dois gols de Jota, o retorno de Salah e o primeiro jogo de Luis Díaz pela Premier League

Kasper Schmeichel fez tudo que podia para manter o Leicester na partida, com uma série de defesas impressionantes no segundo tempo, mas não conseguiu impedir o forte chute de Diogo Jota que encontrou o canto e selou a vitória do Liverpool por 2 a 0 em Anfield nesta quinta-feira. O jogo também marcou o retorno de Mohamed Salah depois do vice-campeonato africano pelo Egito e a estreia de Luis Díaz na Premier League.

Na posição em que o Liverpool está, a nove pontos da liderança com um jogo a menos, e diante da regularidade do Manchester City, com 12 vitórias e um empate nas últimas 13 rodadas, qualquer tropeço pode significar o fim do sonho de perseguir o atual campeão e disputar o título da Premier League. Ganhou pela terceira vez seguida pela Premier League e o objetivo é manter o ritmo até o confronto direto no Etihad Stadium no começo de abril.

Thiago entrou no meio-campo, e Luis Díaz fez seu primeiro jogo como titular, após estrear no fim de semana na Copa da Inglaterra contra o Cardiff, formando o ataque com Jota e Roberto Firmino. Quatro dias depois da derrota para Senegal nos pênaltis na final da Copa Africana de Nações, Salah ficou no banco de reservas e entrou no segundo tempo para exigir a maioria das grandes defesas de Schmeichel.

O Leicester segue com apenas três vitórias desde o fim de outubro pela liga inglesa, longe de mostrar o desempenho que o levou a ser quinto colocado duas temporadas seguidas, mas causou certos problemas ao Liverpool. Começou com uma tabela pela esquerda que terminou com James Maddison cara a cara com Alisson. O chute forte por cima, quase sem ângulo, do meia inglês foi defendido por Alisson com apenas uma das mãos.

Depois disso, porém, foi ataque contra defesa, com o eventual contra-ataque ameaçador dos visitantes. Trent Alexander-Arnold dominou de perna direita e soltou a bomba de esquerda, para boa defesa de Schmeichel, que também conseguiu barrar o míssil de cabeça de Van Dijk, aos 35 minutos. Deixou rebote, porém, e Diogo Jota conferiu para abrir o placar.

Salah foi introduzido aos 15 minutos da etapa final, determinado a mostrar que a frustração pela perda do título africano havia ficado para trás. Em uma de suas primeiras jogadas, encontrou espaço dentro da área com uma puxada de bola e ficou cara a cara pela direita. Schmeichel fechou todo o espaço e bloqueou. Dois minutos depois, aproveitou erro do Leicester e arrancou pelo meio. Entrou na área e tentou tocar de perna direita, mas Schmeichel levantou a mão e fez uma defesa maravilhosa.

O rolo compressor vermelho seguiu em frente, com Salah acertando a forquilha da meta de Schmeichel com um chute colocado cheio de curva. Na sequência, Díaz encheu o pé de fora da área, tão forte que o dinamarquês conseguiu apenas empurrar para a frente. Agora garçom, Salah acionou Díaz, que entrou em diagonal na grande área e bateu rasteiro. Schmeichel defendeu com as pernas.

Com uma pressão dessas, uma hora a bola teria que entrar. E entrou, depois de o Liverpool recuperar a bola na entrada da área com seus volantes. Luis Díaz dividiu pela esquerda, e Matip pegou a sobra na entrada da área. Deu um passe entre as pernas do marcador para Jota, que girou batendo no canto. Schmeichel chegou a tocar na bola, mas finalmente não conseguiu evitar que o Liverpool matasse o jogo.

.

.

Standings provided by SofaScore LiveScore

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo