Copa do MundoPremier League

Sarri: “Quero manter Hazard e Courtois no Chelsea, pretendo encontrá-los para conversarmos”

O Chelsea, indubitavelmente, atravessa uma nova era com Maurizio Sarri. Há um choque de estilos em relação ao que se vivia em Stamford Bridge, com Antonio Conte, e o que se espera sob as ordens do antigo comandante do Napoli. Uma quebra que pode ficar mais clara com a saída de dois importantes representantes deste ciclo vitorioso anterior, também nos tempos de José Mourinho. Com contratos próximos do final, Thibaut Courtois e Eden Hazard não escondem certa abertura a uma transferência, ambos tendo o Real Madrid no horizonte. Sarri, todavia, pretende manter a dupla belga. Manifestou seu desejo de conversar com os jogadores e entender o que pensam.

“Claramente Hazard e Courtois são dois jogadores de alto nível e gostaria de mantê-los no clube. Mas uma ligação telefônica, sem olhar no olho, não irá me dar nenhuma certeza. Eu gostaria de encontrá-los cara a cara e conversar com eles, entender o que é melhor para todos. Antes disso, também gostaria que um jogador viesse a campo comigo, por quatro ou cinco dias, para que eu tenha uma ideia clara de qual é o plano”, apontou o treinador.

O contrato de Courtois vai até junho de 2019. Em janeiro, diante das pendências, o goleiro afirmou que desejava passar o auge no Chelsea junto com Hazard. No entanto, uma das razões para pretender uma possível mudança a Madri é o fato de que seus dois filhos vivem na capital espanhola, com a mãe. Seria uma maneira de acompanhar mais de perto o crescimento de ambos – além, é claro, de ambições esportivas e salariais. Durante a Copa do Mundo, o camisa 1 indicou que as possíveis mudanças ficariam para ser discutidas depois do torneio. Hazard, por sua vez, tem vínculo com os Blues até 2020. Chegou a falar em certo tom de despedida, garantindo que foram seis anos maravilhosos em Londres, mas que não seria má ideia mudar de ares – embora ressaltasse que a palavra final coubesse a Roman Abramovich.

A Copa do Mundo é uma boa oportunidade de mercado à dupla e ao Chelsea. Courtois terminou com a Luva de Ouro de melhor goleiro, muito por conta de sua atuação espetacular contra o Brasil nas quartas de final. Hazard estava voando e levou a Bola de Prata, como segundo melhor jogador da competição, dono de partidas muito sólidas e regularidade em alto nível. Algo que ajuda os Blues a exigirem um pouco mais de dinheiro, apesar dos contratos próximos do fim e, principalmente, aumentam a pedida salarial de ambos. O camisa 10, aliás, parece a estrela perfeita para ocupar a lacuna deixada por Cristiano Ronaldo como protagonista, enquanto Courtois entra em uma cota de pretensão dos merengues por um novo goleiro – diante dos créditos que Keylor Navas, injustamente, nunca recebe.

Do ponto de vista do Chelsea, a saída de Courtois é mais custosa, considerando ainda que o clube perdeu a disputa por Alisson, que deve assinar com o Liverpool nas próximas horas. Já a situação de Hazard é mais maleável, especialmente com a intenção em Stamford Bridge de oferecerem um salário mais polpudo ao camisa 10. “Ele é um dos três melhores do mundo. Espero que a gente consiga lidar com a situação e o ajude a melhorar, embora isso seja muito difícil, já que ele atingiu um nível muito alto”, apontou Sarri. São negociações que certamente terão peso para o mercado de transferências nesta temporada e poderão provocar uma reação em cadeia.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo