Premier League

Com direito a marca histórica de Salah, Liverpool vence o Newcastle e amplia vantagem na Premier League

Em jogaço neste primeiro dia de 2024, o Liverpool venceu o Newcastle por 4 a 2, com show de Salah em Anfield, e não pode mais ser alcançado pelo City, que tem um jogo a menos

Liverpool e Newcastle fizeram um duelo digno dos grandes jogos da Premier League para começar 2024 em grande estilo nesta segunda-feira (1). E, em um jogo de muitas oportunidades de gols, pênalti perdido, marca histórica e grande defesas, os Reds levaram a melhor e venceram por 4 a 2, em Anfield. Salah, duas vezes, Curtis Jones e Gapko marcaram para o líder do Campeonato Inglês, enquanto Isak e Botman descontou para o Newscastle.

Com a vitória, o Liverpool chegou aos 45 pontos, segue na liderança da Premier League e, agora, mesmo que vença o seu jogo atrasado, o Manchester City não pode mais alcançar os Reds. Já o Newcastle parou nos 29 pontos, na nona colocação, e segue longe da zona de classificação para a Champions League.

Apesar de pênalti perdido, Salah foi o cara da vitória do Liverpool sobre o Newcastel (Foto: Icon sport)

Primeiro tempo agitado, mas sem gols em Anfield

Liverpool e Newcastle fizeram um jogo movimentado desde os primeiros minutos em Anfield. Principalmente os Reds, é claro. Pressionando a saída de bola adversária com muitos jogadores, o time de Klopp não dava espaço os visitantes e, rapidamente, chegava na área para finalizar ou criar chances de perigo. Aos 13′, aconteceu uma cena que se repetiu algumas vezes no jogo – e que também acontecem com certa frequência no Liverpool. Darwin Nunez recebeu um grande passa em velocidade, saiu na cara de Dubravka, mas finalizou rasteiro em cima do goleiro adversário, perdendo uma grande oportunidade.

Cinco minutos depois, após mais uma bom passe, Luis Diaz conseguiu finalizar e marcar, mas o gol foi anulado por um impedimento de poucos centímetros do atacante colombiano. O lance foi marcado ainda no campo e confirmado pelo VAR. O Liverpool seguiu pressionando e, aos 21′, Antohony Taylor marcou pênalti de Botman em Luis Diaz. Salah foi para a cobrança e finalizou forte, mas Dubravka fez uma grande defesa. No rebote, Alexander-Arnold isolou por cima do travessão.

O time da casa seguiu dominando, mas não conseguiu ser efetivo. Por outro lado, logo na sua primeira finalização na partida, o Newcastle conseguiu marcar com Dan Burn, aos 36′, mas o gol foi anulado por impedimento. O Liverpool ainda teve mais uma grande chance com uma linda finalização, sem ângulo, de Alexander-Arnold, mas a bola explodiu no travessão. Mesmo com 18 finalizações do Livepool, sendo seis certas, os Reds não conseguiram furar o bloqueio do Newcastle e a partida foi para o intervalo com um 0 a 0 no placar.

Salah se redimi e alcança marca histórica

Na sua despedida antes de ir representar o Egito na Copa Africana de Nações, Salah havia perdido o pênalti que poderia ter feito o Liverpool abrir o placar ainda no primeiro tempo. Mas, logo depois do intervalo, não demorou para o atacante compensar o erro. Após um ótimo contra-ataque, que passou pelos pés dos quatro homens de frente dos Reds, Luis Diaz tocou para Darwin Nunez, que encontrou Salah livre no meio da área. O egípcio só empurrou para as redes e marcou o seu 150º gol pelo Liverpool na Premier League. Ele se tornou o quinto jogador a alcançar esta marca pelo mesmo clube na Inglaterra.

Três minutos depois, aos 7′, em nova boa troca de passes do ataque do Liverpool, foi a vez de Salah tocar para Darwin Nunes. O uruguaio estava pressionado, mas conseguiu finalizar. No entanto, Dubravka fez uma nova grande defesa. Em seguida, o Liverpool acabou punido pelas chances perdidas. Aos 9′, Isak recebeu em velocidade, saiu na cara de Alisson e finalizou com qualidade, tirando do goleiro adversário.

Liverpool, enfim, consegue deslanchar no ataque

Depois de perder muitas chances durante o jogo e sofrer o empate do Newcastle, o Liverpool conseguiu voltar a frente do placar perto da reta final do segundo tempo. Aos 29′, Diogo Jota recebeu pela direita e cruzou rasteiro para Curtis Jones deixar os Reds de novo em vantagem. Quatro minutos depois, em cruzamento de Salah, Gapko fez o dele e ampliou o placar.

O jogo ficou mais aberto, e o Newcastle diminuiu aos 36′, com Botman aproveitando cobrança de escanteio para descontar o placar, de cabeça. Mas a possível reação do time visitante foi interrompida três minutos depois, quando o árbitro assinalou pênalti de Dubravka em Jota. Salah foi para a cobrança e, dessa vez, não desperdiçou, marcando o seu gol de número 151 na Premier League, pelo Liverpool, empatando na artilharia da competição com Haaland, e finalizando o placar em 4 2 para o líder do Campeonato Inglês.

Foto de Gabriel Rodrigues

Gabriel Rodrigues

Gabriel Rodrigues é jornalista formado pela UFF e soma passagens como repórter e editor do Lance!, Esporte News Mundo e Jogada10.
Botão Voltar ao topo