Premier League

Rebecca Welch: quem é a mulher que será a primeira árbitra de um jogo da Premier League

Rebecca Welch já fez história na Championship e na FA Cup, e agora fará na Premier League, sendo a primeira mulher a apitar um jogo no torneio

Mulheres seguem fazendo história no futebol e o palco do mais novo acontecimento será a Inglaterra. Mais especificamente a Premier League, mais rica e disputada liga de futebol do mundo atualmente. E o nome da história, desta vez, será Rebecca Welch, a primeira árbitra mulher a apitar um jogo da competição em toda a história — contando também a fase em que o torneio era apenas o Campeonato Inglês.

O jogo em questão será entre Fulham e Burnley, disputado na casa do primeiro time, e que acontecerá no próximo dia 23 de dezembro. Uma data que desde já é histórica e vai abrindo precedentes para o fim de todo tipo de preconceito no futebol. O jogo, aliás, acontecerá apenas três dias depois de outro feito histórico envolvendo arbitragem na Premier League.

Isso porque em 20 de dezembro, Sam Allison também entrará para a história como o primeiro árbitro negro a apitar na primeira divisão na Inglaterra em 15 anos, quando entrar em campo em Bramall Lane para a partida entre Sheffield United e Luton Town.

Tanto Welch como Allison fazem parte de um grupo de árbitros que integra um grupo de desenvolvimento de árbitros financiado pela Professional Game Match Officials Limited. São profissionais selecionados para fazer parte de um programa que visa acelerar o desenvolvimento de bons árbitros nas quatro principais divisões da Inglaterra, promovendo também maior diversidade no quadro de juízes do país.

— Rebecca e Sam fizeram parte do grupo de desenvolvimento criado no ano passado. Créditos a eles por terem apresentado boas performances na Championship nesta temporada e merecem suas oportunidades devido à qualidade e talento que possuem — afirmou Howard Webb, o diretor de arbitragem da PGMOL e lendário ex-árbitro inglês.

Quem é Rebecca Welch, a primeira mulher a apitar um jogo de Premier League?

Welch fará história no dia 23 de dezembro, mas essa não será a primeira vez que quebra paradigmas em sua vida. Aos 40 anos, ela é considerada uma das melhores árbitras da Inglaterra e é recorrente em jogos da Women’s Super League, o campeonato inglês feminino, e da Women’s Champions League, a versão feminina da competição continental. Em 2021, fez história ao ser a primeira árbitra da Championship, a segundona inglesa, e no ano seguinte repetiu o feito ao ser a estreante entre as mulheres ao apitar um jogo da FA Cup, a Copa da Inglaterra.

— Precisamos de uma maior diversidade porque, sem dúvida, existe qualidade em todas as comunidades, e anteriormente, por qualquer motivo, não fomos capazes de fazer com que pessoas desses grupos avançassem, e agora, finalmente, está acontecendo, felizmente — ponderou Webb ao falar sobre a escolha de Welch para o Fulham x Burnley.

A árbitra que fará história na Premier League é a mesma que foi alvo de violência recente, com dois adolescentes sendo presos sob suspeita de direcionar cânticos misóginos a ela durante o confronto da Championship entre Birmingham e Sheffield Wednesday no mês passado.

Mais árbitros diversos na Premier League

Webb ainda comentou que não apenas árbitros e árbitras que fazem parte desse grupo de desenvolvimento serão levados em conta pela Premier League. O objetivo, diz ele, é aumentar a diversidade com bons talentos, mesmo que estes não estejam entre os selecionados no programa de aceleração de melhorias.

— Não estamos apenas observando os árbitros dentro desse grupo, também estamos olhando para os árbitros que estão fora dele. As pessoas se desenvolvem em diferentes ritmos… realmente queremos dar a todos que estão se saindo bem uma oportunidade e, como resultado, atrair mais pessoas para a arbitragem desde o início — afirmou.

Foto de Livia Camillo

Livia Camillo

Formada em jornalismo pelo Centro Universitário FIAM-FAAM, escreve sobre futebol há cinco anos e também fala sobre games e cultura pop por aí. Antes, passou por Terra, UOL, Riot Games Brasil e por agências de assessoria de imprensa e criação de conteúdo online.
Botão Voltar ao topo