Premier League

Presidente da Federação Inglesa: “Enfrentaremos mudanças substanciais em todo ecossistema do futebol”

O presidente da Football Association (FA), Greg Clarke, teme que os torcedores não irão voltar aos estádios tão cedo. E foi além disso: admitiu que não se sabe o que acontecerá no futuro próximo. A entidade que dirige o futebol inglês, a mais antiga do mundo, fez um corte de gastos de £ 75 milhões no orçamento.

[foo_related_posts]

“A realidade é que apenas não sabemos como as coisas irão acontecer”, afirmou Clarke em uma carta enviada ao Conselho da FA na última sexta-feira. “Com distanciamento social por algum tempo pela frente, nós enfrentaremos mudanças substanciais em todo ecossistema do futebol”.

“Por exemplo, é difícil prever multidões de fãs, que são a alma do jogo, retornando às partidas em breve”, afirmou Clarke. O dirigente ainda falou sobre o pior cenário possível, que seria de corte de orçamento da FA nos próximos quatro anos. O corte de £ 75 milhões no orçamento desta temporada pode se tornar algo necessário também para os próximos anos – e a previsão é de ter que fazer cortes de até £ 300 milhões nesse período.

Há um consenso tanto na Premier League quanto na EFL que qualquer retomada de futebol terá que ser feita com os estádios vazios, fechados ao público, evitando desta forma aglomerações. Na sexta-feira, em reunião, os clubes da Premier League foram avisados que os últimos jogos da temporada 2019/20 pode ter que ser disputado em estádios neutros. Muitos clubes não gostaram da ideia, com o Brighton sendo o que deixou isso claro publicamente depois da reunião.

O técnico Daniel Farke, do Norwich, mostrou apoio à Premier League para resolução da questão. “Se ao não terminar a temporada nós salvamos uma vida, então nós deveríamos fazer isso”, disse Farke em entrevista à Sky Sports, nesta segunda-feira. “Eu confio totalmente nas pessoas chave na Premier League que tomam as decisões e decisões não tão fáceis porque há desvantagens em todos os cenários”, continuou. “Nós merecemos ter a chance de trabalhar no nosso pequeno milagre e ficar nesta liga… Nós deveríamos tentar tudo para terminar esta temporada”.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo