Premier League

Premier League precisa lidar com buraco no orçamento depois de cancelar contrato de transmissão com emissora chinesa

Em meio às repercussões financeiras da pandemia do novo Coronavírus, a Premier League tem um novo problema com que lidar. Devido a falta de pagamento, a liga cancelou seu contrato de direitos de transmissão com a PPTV, até então detentora dos direitos na China.

[foo_related_posts]

Em novembro de 2016, a Premier League e a PPTV, uma divisão do conglomerado Suning, proprietário também da Internazionale, fecharam um acordo de £ 564 milhões pelos direitos de transmissão da liga inglesa na China no período entre 2019 e 2022. O fim da relação é agora anunciado depois de a companhia chinesa deixar de pagar uma parcela de £ 160 milhões, que venceu em março deste ano.

A Premier League emitiu um comunicado nesta quinta-feira (3), confirmando que havia, hoje mesmo, “encerrado seu acordo para a cobertura da Premier League na China com a sua licenciadora no país”.

Atualmente, Reino Unido e China vivem uma relação diplomática conturbada, devido, principalmente, à proibição do governo britânico da utilização de redes móveis 5G da Huawei em seu território. Em seu comunicado, no entanto, a Premier League reiterou que a decisão de encerrar o contrato com a PPTV tinha como única razão o lado financeiro e em nada se baseava na situação política atual.

Ainda assim, vale apontar que, em julho, a transmissão de partidas da Premier League na China foi tirada da emissora estatal CCTV e colocada em canais de menor audiência, algo que, à época, levou parte da imprensa inglesa a indicar que a decisão seria uma espécie de retaliação ao caso Huawei.

O fim da relação entre Premier League e PPTV deixa um rombo financeiro nas receitas da liga inglesa, que precisará trabalhar para encontrar um substituto capaz de pagar as altas demandas, o que certamente não é facilitado pela atual situação econômica mundial em decorrência da pandemia do Coronavírus.

A PPTV é a principal empresa de difusão de campeonatos de futebol na China, detendo, atualmente, os direitos de transmissão de todas as outras grandes ligas europeias em território chinês: La Liga, Serie A, Bundesliga e Ligue 1.

Mostrar mais

Leo Escudeiro

Apaixonado pela estética em torno do futebol tanto quanto pelo esporte em si. Formado em jornalismo pela Cásper Líbero, com pós-graduação em futebol pela Universidade Trivela (alerta de piada, não temos curso). Respeita o passado do esporte, mas quer é saber do futuro (“interesse eterno pelo futebol moderno!”).

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo