Premier League

O Liverpool tomou alguns sustos, mas superou o Southampton e segue mirando o G-4

Reds assumem a sexta colocação e ficam a seis pontos da zona da Champions com um jogo a menos

O Liverpool entrou em campo vislumbrando ainda uma salvação nesta reta final de temporada. Os atuais campeões fazem uma campanha irregular, perdendo certezas em relação aos últimos anos. Porém, com a goleada sofrida pelo Leicester na sexta-feira, os Reds entraram em campo podendo diminuir sua distância em relação ao G-4. E o time de Jürgen Klopp conseguiu, apesar de certo sufoco. O Southampton deu trabalho em Anfield e buscou o empate em vários momentos, com Alisson evitando o gol dos Saints. Foi só mesmo no final que Thiago Alcântara concluiu o triunfo por 2 a 0, que mantém firme as esperanças nesta Premier League.

O Southampton começou melhor, até que o Liverpool acertasse seu jogo e se colocasse no ataque. As chances vieram aos poucos, primeiro com Sadio Mané mandando para fora, depois com Mohamed Salah parando no goleiro Fraser Forster. A partir dos 20 minutos, os Reds acertaram seu ritmo e começaram a martelar. Forster também pegou uma batida firme de Diogo Jota, além de espalmar um arremate cruzado de Salah. Já a melhor oportunidade aconteceu aos 27, num escanteio que Georginio Wijnaldum desviou contra o travessão.

Apesar do bom momento do Liverpool, o Southampton daria suas escapadas em velocidade. Che Adams poderia ter marcado o primeiro aos 30, mas Alisson também apareceu e realizou uma defesa importante no mano a mano. Sua intervenção ajudou a encaminhar a história do jogo, já que os Reds abriram o placar no minuto seguinte. Salah cruzou e Sadio Mané escorou, fazendo valer a Lei do Ex. Salah ainda poderia ter ampliado na sequência, mas demorou demais para chutar e acabou travado. Enquanto isso, uma cabeçada de Nathan Tella forçaria mais uma defesa tranquila de Alisson. Por mais que aguardassem seus momentos, os Saints causavam preocupações em seus ataques.

O ritmo do jogo caiu no segundo tempo. O Liverpool teve a primeira oportunidade, com Jota de novo exigindo uma defesa de Forster, mas a equipe parecia mais confortável com o resultado. A vantagem mínima, entretanto, representava evidentes preocupações. Depois de minutos mornos, o Southampton começou a ensaiar o empate após os 20. Alisson evitaria o pior. O goleiro realizou uma defesa providencial diante de Michael Obafemi e, logo depois, desviou o arremate de Ibrahima Diallo. Alisson até errou uma reposição, mas se recuperou e fez a defesa no tiro de Che Adams.

Jürgen Klopp botaria Roberto Firmino e o Liverpool só demonstrou certo senso de urgência depois disso. Faltava mais intensidade, com Salah dando alguns vacilos e demonstrando displicência. Quando Mané balançou as redes novamente aos 35, estava impedido. E não que o Southampton tenha deixado de atacar, com outro passe errado de Alisson permitindo uma cabeçada para fora. A garantia dos três pontos aos Reds só saiu aos 45, com Thiago Alcântara. O meio-campista recebeu na intermediária e teve espaço para preparar o chute, que venceu Forster e valeu o resultado. Os Saints não teriam mais forças nos acréscimos.

O Liverpool sobe à sexta colocação, ultrapassando o Tottenham. Os Reds têm 56 pontos, a seis da zona de classificação à Champions, mas com uma partida a menos que o Leicester. Uma reviravolta continua possível nas últimas três rodadas, considerando a tabela mais acessível à equipe de Jürgen Klopp. Já o Southampton não disputa mais nada, no 16° lugar, com 37 pontos – dez acima da zona de rebaixamento, próximo de assegurar a permanência matematicamente.

Classificação fornecida por SofaScore LiveScore

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo