Premier League

O Arsenal teve dois expulsos e João Moutinho anotou um gol espetacular para selar a virada do Wolverhampton

O Arsenal não consegue engrenar na Premier League. Mesmo que os resultados recentes indicassem o crescimento dos Gunners, um tropeço basta para implodir a confiança da equipe de Mikel Arteta. E, nesta terça, os londrinos desperdiçaram uma grande chance no Estádio Molineux. Os visitantes amassavam o Wolverhampton e abriram o placar no primeiro tempo. Contudo, as expulsões de David Luiz (esta, bastante controversa) e Bernd Leno destroçaram os planos. De virada, os Lobos buscaram a vitória por 2 a 1, com direito a um gol lindíssimo de João Moutinho para definir o placar. O time encerrou uma sequência de oito rodadas sem ganhar, botando fim também à invencibilidade dos visitantes.

Era um início de jogo sufocante do Arsenal, comandado por Bukayo Saka. O garoto estava disposto a marcar seu gol e, logo de cara, teve duas ótimas chances. Primeiro carimbou a trave, antes de exigir uma boa intervenção de Rui Patrício. E quando o ponta balançou as redes pela primeira vez, aos nove minutos, seu tento acabou anulado. Um impedimento na construção cancelou o lance. O Wolverhampton melhorou na sequência e começou a equilibrar o duelo. Porém, os Gunners seguiram mais perigosos. Nicolas Pépé acertou o travessão, até anotar o primeiro gol aos 32. Depois de uma boa jogada individual pela esquerda, passando por dois adversários na marra, o ponta finalizou cruzado e tirou do alcance de Rui Patrício.

O Wolverhampton partiu para cima no restante do primeiro tempo, em busca do empate antes do intervalo. O Arsenal ainda parecia saber melhor o que fazer com a bola, até que os acréscimos ruíssem os planos dos Gunners. David Luiz cometeu um pênalti quando Willian José invadia sozinho a área, com um leve toque no pé do atacante. Além de conceder a cobrança, o zagueiro ainda recebeu o vermelho direto – numa decisão bastante discutível da arbitragem, já que não houve violência no contato. Rúben Neves converteu o chute e igualou aos Lobos.

O Arsenal teve dificuldades para lidar com a inferioridade numérica e tomou a virada logo aos quatro minutos do segundo tempo. Foi um golaço de João Moutinho, afinal. O veterano recebeu na intermediária com espaço e mandou um balaço no cantinho de Bernd Leno. O tiro alto saiu do alcance do goleiro e ainda triscou na trave, antes de acabar nas redes.

As tentativas de resposta dos Gunners não eram tão boas quanto no primeiro tempo. Até que o jogo praticamente acabasse aos londrinos, com a segunda expulsão da noite. Aos 27, Leno saiu todo estabanado da área e cortou a bola com um soco. Foi expulso por bobeira. Com dois a menos, ficou fácil para os Lobos administrarem a vitória. Somente no fim o Arsenal daria um susto, mas a tentativa de Pierre-Emerick Aubameyang acabou travada.

O Wolverhampton encerra sua sequência recente sem vitórias na Premier League. Os Lobos ocupam o 13° lugar, com 26 pontos, distantes da luta pelas copas europeias desta vez. Já o Arsenal perde mais uma oportunidade de ganhar posições na tabela. Os Gunners permanecem no 10° lugar, com 31 pontos, e jogos a mais que a maioria dos concorrentes. Depois de sete partidas de invencibilidade, a confiança volta a se perder.

Classificação fornecida por SofaScore LiveScore

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo