Premier League

Num jogo divertido em Old Trafford, o Burnley dificultou e o United contou com Greenwood para decidir a vitória

A organização dos visitantes foi evidente, mas a qualidade ofensiva dos Red Devils preponderou na reta final

O Manchester United pega embalo na reta final da Premier League e, ainda que a boa fase pareça tardia demais, a qualidade do jogo é perceptível. Neste domingo, os Red Devils construíram uma boa vitória por 3 a 1 em Old Trafford, por mais que o Burnley tenha complicado durante parte dos 90 minutos. Mason Greenwood foi decisivo para o triunfo, com dois gols. Mesmo assim, ficou expressa a capacidade coletiva dos mancunianos nas jogadas em velocidade, com dois tentos muito bem armados desta maneira. Cavani assinalou mais um saindo do banco, enquanto Bruno Fernandes deu novos toques de classe.

O Manchester United respirou aliviado com segundos de jogo. Numa saída errada de Dean Henderson, Chris Wood balançou as redes para o Burnley, mas o impedimento acabou marcado e anulou o tento. O United apertou na sequência, com Paul Pogba quase marcando aos 10. Sua cabeçada foi salva com uma ótima defesa do goleiro Bailey Peacock-Farrell, que desviou com a ponta dos dedos já no ângulo. Os Red Devils eram mais presentes no ataque, mas as ligações diretas do Burnley com Wood davam motivos suficientes para os anfitriões não se descuidarem.

Com o tempo, o Burnley conseguiu controlar um pouco mais as chegadas do United, mas os Red Devils voltaram a viver um bom momento aos 30 minutos. Peacock-Farrell faria outra defesa difícil contra Marcus Rashford, antes de Pogba mandar uma cabeçada por cima. A resposta dos Clarets seria de Wood, para fora. A intensidade do jogo era alta. Aos 38, Mason Greenwood ficou a centímetros de completar um passe de Rashford, antes de Wood mandar mais uma ao lado. E a última oportunidade do primeiro tempo seria dos visitantes, sempre com Wood, que não alcançou a bola ajeitada por James Tarkowski – embora estivesse impedido.

Se os gols estiveram em falta pela quantidade de chances no primeiro tempo, eles logo viriam no segundo. O United, que botou Edinson Cavani no lugar de Fred, saiu na frente com uma jogadaça. Rashford arrancou na esquerda e, diante do passe rasteiro, Bruno Fernandes deu um lindo corta-luz. Greenwood chegou do outro lado e bateu cruzado, de chapa, estufando o barbante. O Burnley respondeu pouco depois, ao empatar com cinco minutos. Após o escanteio cobrado por Ashley Westwood, Tarkowski subiu para concluir de cabeça. Os Red Devils não podiam se descuidar, diante da forma como os Clarets geravam problemas.

O segundo tempo permaneceu com o Manchester United apresentando mais volume de jogo, mas nem sempre os espaços surgiam para as finalizações. Levou um tempo até que os Red Devils voltassem a martelar um pouco mais contra a meta adversária. O Burnley tinha muita organização e seguia cumprindo bem o seu plano em busca das ligações diretas e das bolas paradas. Ainda assim, o talento era maior do outro lado. Na reta final do jogo, o United assegurou o triunfo.

Greenwood seria mesmo um protagonista em Old Trafford, ao desempatar o duelo aos 39 minutos. Depois da inversão de Pogba, o garoto dominou na beirada da área e arriscou o chute cruzado, contando com um desvio para superar o goleiro Peacock-Farrell. O Burnley desmanchou e seu goleiro realizou novas defesas importantíssimas diante do bombardeio dos Red Devils. Mas o melhor ficou guardado ao final, com o terceiro gol nos acréscimos. A construção começou no campo de defesa, com trocas de passes rápidas e muita movimentação. Na conclusão do lance, Bruno Fernandes abriu com Donny van de Beek na esquerda e a assistência veio perfeita para Cavani, que também havia auxiliado no início do contragolpe.

O Manchester United chega aos 66 pontos na Premier League, oito atrás do Manchester City, agora com o mesmo número de jogos que os rivais. Os Red Devils venceram os últimos cinco compromissos e acumulam 12 partidas de invencibilidade na liga, embora o começo dessa série tenha vários empates. Ainda não parece o suficiente para almejar o título, mas a vantagem no G-4 chega a 12 pontos, com o time de Ole Gunnar Solskjaer se distanciando de uma briga de foice. O Burnley, apesar do bom trabalho em Old Trafford, é o 17° colocado e soma seis pontos acima da zona de rebaixamento.

Classificação fornecida por SofaScore LiveScore

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo