Premier League

Garoto de 17 anos decide, Almirón e Burn marcam e Newcastle bate Fulham por 3 a 0

Após expulsão de Raul Jiménez em lance esquisito, o Newcastle contou com o garoto Lewis Miley, Almirón e Burn para bater o Fulham

O Newcastle venceu o Fulham, na tarde (horário de Brasília) deste sábado (16), por 3 a 0, em partida válida pela 17ª rodada da Premier League. Os gols do jogo foram marcados por Lewis Miley, de apenas 17 anos, Miguel Almirón, em lance estranho e Dan Burn, após bela trivela de Bruno Guimarães. The Cottagers tiveram que atuar a maior parte do jogo com um homem a menos, já que o atacante mexicano Raul Jiménez foi expulso ainda na primeira metade do primeiro tempo.

A vitória fez com que o Newcastle ultrapassasse o Manchester United, que joga neste domingo (17), na tabela, e chegasse ao sexto lugar, com 29 pontos em 17 partidas. O Fulham se mantém no 11º lugar, podendo ser ultrapassado por Wolverhampton e Brentford, que jogam amanhã, e pelo Bournemouth, que teve sua partida contra o Luton Town paralisada após Tom Lockyer, do Luton, desmaiar em campo.

Com muitos desfalques, Eddie Howe escolheu o seguinte time para começar o jogo: Dúbravka; Tino Livramento, Lascelles, Schär e Burn; Longstaff, Bruno Guimarães e Joelinton; Almirón, Gordon e Callum Wilson.

O Fulham, por sua vez, foi escalado pelo português Marco Silva assim: Leno; Castagne, Adarabioyo, Diop e Robinson; João Palhinha, Tom Cairney; Harry Wilson, Andreas Pereira e Iwobi; Raul Jiménez.

Newcastle começa em cima

Jogando em casa, o Newcastle dominou as ações do jogo desde o início, mantendo a posse de bola no campo de ataque. O Fulham jogava retraído e tentava sair em velocidade. A primeira finalização de perigo do jogo saiu aos quatro minutos, em cobrança de falta de Fabian Schär, que após jogada ensaiada com Anthony Gordon, chutou próximo da meta defendida por Leno.

Gordon, por sinal, era o homem mais perigoso do Newcastle. Foi dele, aos 16, jogada individual e passe para trás, encontrando Bruno Guimarães, que da meia lua, livre, chutou para cima.

Raul Jiménez é expulso

Se o Fulham já sofria para atacar, aos 21, tudo ficou pior. Raul Jiménez disputou bola pelo alto com força excessiva e, mesmo recolhendo a perna, acabou acertando, com o quadril, o rosto de Sean Longstaff, que ficou caído. Inicialmente, o centroavante mexicano foi advertido com o cartão amarelo, mas após recomendação e revisão no VAR, a decisão foi mudada e o jogador foi expulso.

Newcastle acerta o travessão e Fulham tenta atacar

Com um a mais, o Newcastle passou a pressionar ainda mais, ficando próximo de abrir o placar. Aos 29, Gordon dominou na área após a defesa do Fulham não conseguir cortar e, da pequena área, carimbou o travessão.

O Fulham também tentava atacar, mas sem forças para pressionar, apostava nos chutes de longe. Aos 30 Andreas Pereira chutou para fora e, no minuto seguinte, João Palhinha bateu para a defesa tranquila de Martín Dúbravka.

Aos 32, Gordon cruzou da esquerda para Callum Wilson, que se desmarcou e cabeceou no meio do gol. No lance seguinte, o Fulham respondeu com Iwobi, que lançado em velocidade, saiu cara a cara com o goleiro do Newcastle, mas bateu muito mal, fraco e em cima do arqueiro adversário.

Sentido o jogo à sua feição, o Newcastle seguiu atacando, mas a fechada defesa do adversário londrino travava as finalizações do ataque da equipe de Eddie Howe. Noutras oportunidades, os chutes passaram longe do gol. A última grande chance do primeiro tempo saiu aos 42, quando Tino Livramento cruzou para a área e encontrou Longstaff, que se antecipou e saiu cara a cara do Leno. O goleiro alemão foi esperto e fechou o chute do volante dos Magpies.

Bruxa à solta em Newcastle

O Newcastle tem sofrido muito com as lesões na temporada 2023 e 2024. Eram 11 até o início da partida deste sábado (16), sem contar com a suspensão de Sandro Tonali por envolvimentos com apostas. E na partida contra o Fulham, Eddie Howe ganhou mais dois problemões para a sequência do final de ano. Aos 11, Fabian Schär sentiu a posterior da coxa direita e foi substituído. Depois, aos 35, o volante brasileiro Joelinton sentiu o mesmo problema e teve que deixar o campo.

Sem muitas opções, Eddie Howe colocou o lateral-direito Emil Krafth na vaga de Schär, moveu Burn para a zaga e Tino Livramento para a ala esquerda. Para o lugar de Joelinton, o treinador inglês escolheu o meio-campista Lewis Miley, de apenas 17 anos.

Brasileiro Joelinton é mais um na lista extensa de lesionados do Newcastle
Brasileiro Joelinton é mais um na lista extensa de lesionados do Newcastle – Foto: Icon Sport

Miley abre o placar no segundo tempo

Na volta para o segundo tempo, equipes iguais às que foram para o vestiário, e um Fulham muito fechado em campo. O Newcastle novamente foi o primeiro a finalizar, aos quatro minutos, com Bruno Guimarães chutando de fora para Leno encaixar. Aos seis, Wilson recebeu na área e ajeitou para Anthony Gordon, que bateu chapado, para bela defesa do goleiro adversário. No minuto seguinte, Miley fez jogada individual e bateu de fora, de esquerda, e mais uma intervenção do arqueiro alemão.

Se no primeiro tempo o Newcastle não conseguiu furar o bloqueio do Fulham, na etapa complementar o gol não demorou a sair. Aos 11 minutos, Bruno Guimarães fez jogada individual que uniu talento, força e um pouco de sorte e, após tentativa de corte da defesa adversária, a bola sobrou limpa para o garoto Lewis Miley, que cara a cara com Leno, bateu cruzado para vencer o paredão alemão e abrir o placar para os donos da casa.

O gol sofrido fez com que Marco Silva decidisse mexer no Fulham, sacando Andreas Pereira e Castagne para colocar o atacante brasileiro Rodrigo Muniz e o lateral-direito holandês Kenny Tete.

Almirón amplia em lance estranho

O Newcastle ampliou o placar aos 18 em lance estranho. Gordon carregou pela esquerda, trazendo para o centro, e tocou em profundidade para Callum Wilson, que bloqueado pela defesa, não conseguiu chegar à bola. O problema é que o movimento tirou Leno do lance, fazendo com que a bola ficasse livre para Almirón, sozinho, apenas empurrar para o gol vazio.

Atrás no placar, o Fulham decidiu fazer três alterações de uma vez, sacando Cairney, João Palhinha e Iwobi, para as entradas de Lukic, Reed e Decordova-Reid.

Bruno Guimarães cria terceiro gol do Newcastle

Mesmo com as mudanças, pouca coisa mudou no jogo e o Newcastle seguiu criando oportunidades. E foi aos 35 que o placar voltou a crescer. Após sobra de escanteio, Bruno Guimarães dominou a bola no bico da área e cruzou bonito, de trivela, achando o gigante Burn, que cabeceou de dentro da pequena área. Leno ainda salvou num primeiro momento, mas a bola rebateu no defensor e entrou, anotando 3 a 0 no placar.

Com a partida decidida, Eddie Howe fez três mudanças, sacando Livramento, Burn e Gordon, para as entradas de Matt Richiel, Botman e Lewis Hall.

Já goleando, o Newcastle não parou e quase conseguiu ampliar aos 47, com Callum Wilson, que buscando seu golzinho, acertou a trave. Na sequência, Longastaff e Matt Richie perderam boas chances de gol. Mesmo com as oportunidades, o placar mostrava 3 a 0 quando o árbitro apitou e encerrou a partida.

Foto de Maic Costa

Maic Costa

Maic Costa nasceu em Ipatinga, mas se radicou na Região dos Inconfidentes mineiros. Formado em Jornalismo na UFOP, em 2019, passou por Estado de Minas, Superesportes, Esporte News Mundo, Food Service News e Mais Minas. Atualmente, é setorista do Cruzeiro na Trivela.
Botão Voltar ao topo