Premier League

Menosprezado pelo técnico, Ziyech afirma: “Não voltarei à seleção. É minha decisão final”

Existe uma pressão em Marrocos para que Ziyech seja chamado às Eliminatórias, mas o armador negou a possibilidade diante das acusações do técnico Vahid Halilhodzic

O Chelsea não atravessa o seu melhor momento, mas Hakim Ziyech foi das boas notícias recentes aos Blues. O ponta teve algumas ótimas atuações ao longo de janeiro e até parecia disposto a dar uma resposta. O marroquino foi uma ausência sentida na Copa Africana de Nações, por decisão do técnico Vahid Halilhodzic, que alegou motivos disciplinares. E, depois de novas declarações do comandante menosprezando Ziyech, o armador anunciou que não voltará aos Leões do Atlas – ao que tudo indica, pelo menos enquanto Halilhodzic permanecer na casamata.

“Não voltarei à seleção. É minha decisão final. Sei que alguns ficarão decepcionados em Marrocos, mas está claro para mim a forma como as coisas estão acontecendo por lá. Vou focar no que estou fazendo, que neste momento é meu clube”, afirmou Ziyech, durante a preparação do Chelsea para estrear no Mundial de Clubes.

Halilhodzic deixou a Copa Africana de Nações bastante pressionado. Marrocos caiu diante do Egito nas quartas de final e faltou mais qualidade ao time na armação. Ziyech poderia ser um diferencial, assim como Noussair Mazraoui e Amine Harit (outros excluídos por indisciplina) também poderiam auxiliar. Porém, mesmo correndo o risco de perder o emprego às vésperas das partidas decisivas pelas Eliminatórias e cobrado para chamar o astro, o técnico não deu o braço a torcer.

“Os jogadores que convoquei para a CAN são os melhores do país. Não chamei jogadores que desequilibram o grupo. Não chamaria Ziyech nem se ele se chamasse Lionel Messi. O comportamento dele não se encaixa na seleção. Ele não quer treinar, não quer jogar, não leva a sério. Não vou implorar para ele voltar. Ele foi o mais criticado depois da CAN 2019, foi vaiado. Vocês não devem se esquecer disso”, apontou Halilhodzic, na última semana.

Ao que parece, a presença de Ziyech na rodada decisiva das Eliminatórias está condicionada à permanência de Halilhodzic. E, se a federação não demitiu o técnico até o momento, dificilmente esperará para tomar sua decisão em cima da hora. Marrocos ao menos tem um jogo relativamente acessível, contra a República Democrática do Congo. Os congoleses são os únicos na última fase do qualificatório para a Copa do Mundo que não disputaram a CAN 2022.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo