Premier League

Manchester United encontra um Southampton competitivo e não consegue sair do empate fora de casa

Apesar de forte pressão no começo do segundo tempo pela virada, o United ficou no 1 x 1 pela segunda rodada no St. Mary's Stadium

Após golear o Leeds na primeira rodada do Campeonato Inglês, o Manchester United encarou um jogo muito mais travado neste domingo e, apesar de uma forte pressão na primeira metade do segundo tempo, não saiu do empate por 1 a 1 com o Southampton no St. Marys Stadium.

Ole Gunnar Solskjaer fez duas mudanças no time, com Nemanja Matic no lugar de McTominay no meio-campo e Anthony Martial à frente de Daniel James no ataque. Sancho começou mais uma vez no banco de reservas.

Parece haver apenas duas opções contra o Southampton: ou é um jogo difícil ou é 9 x 0. Primeira opção no St. Mary’s Stadium, embora o Manchester United tenha tido duas boas chances nos primeiros 15 minutos. Mohammed Salisu e Valentino Livramento precisaram cortar bolas em cima da linha após Harry Maguire acertar o travessão. Pogba também teve boa oportunidade dentro da área. Salisu fez outro corte importante.

Mas, em seguida, apareceu a boa e velha dificuldade do United de enfrentar defesas mais fechadas e pouca coisa apareceu no setor ofensivo. Fred perdeu muitas bolas fáceis. E Bruno Fernandes, a mais importante delas antes do intervalo. Reclama de falta de Jack Stephens – na minha opinião, com razão – pela esquerda da defesa do United.

Após desarmar o craque do United, Stephens tocou para Djenepo, que emendou com Stuart Armstrong e depois para Che Adams. A batida de perna esquerda do escocês pegou em Fred e morreu no canto de David de Gea para dar a vantagem aos Saints.

Depois do intervalo, Pogba roubou o show. Após receber pela esquerda, trabalhou com Bruno Fernandes e emendou, todo esticado, para Mason Greenwood emendar com um chute rasteiro que superou o goleiro McCarthy. Quase foi responsável pela virada imediata com uma boa jogada em que limpou Stephens antes de bater cruzado. Perto da trave.

Em seguida, o United enfileirou boas chegadas pelas laterais. Shaw tabelou com Pogba e cruzou à segunda trave. Faltou pouco para Sancho – que havia acabado de entrar no lugar de Martial – chegar batendo de primeira. Dominou e rolou para Fred cruzar na cabeça de Greenwood. Por cima do travessão. No outro lado, o milionário reforço vermelho trabalhou com Wan-Bissaka, que cabeceou rasteiro para boa defesa de McCarthy.

Àquela altura, parecia inevitável que o Manchester United virasse a partida, mas tudo mudou a partir de um erro de Maguire na saída de bola. Armstrong saiu na cara de De Gea e buscou o canto. Ótima defesa do goleiro espanhol. Na cobrança do escanteio, Adams desviou na primeira trave, e Armstrong teve outra ótima oportunidade na segunda trave. Decidiu, no entanto, cabecear para baixo e para trás em vez de mandar direto ao gol.

Após isso, os 15 minutos finais foram um exercício do United tentando furar a defesa do Southampton – e se frustrando. Foi um dos dias em que o time de Ralph Hasenhüttl competiu bastante e não desfez a sua organização, combinado com uma tarde abaixo do United. Resultado compreensível.

.

.

Standings provided by SofaScore LiveScore

.

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo