Premier League

Lloris: “Futebol sem torcida não é o mesmo esporte, mas é preciso levar em conta o contexto”

Com a indefinição ainda girando em torno do futebol inglês, Hugo Lloris, goleiro do Tottenham e da seleção francesa, não é um grande fã da ideia de se retomar a temporada da Premier League sem torcida, mas entende que é preciso “levar em conta o contexto”, especificamente as necessidades financeiras que pedem por um encerramento do torneio dentro de campo.

[foo_related_posts]

Em entrevista ao jornal francês L’Équipe, o arqueiro afirmou que futebol sem torcida não é a mesma coisa, mas lembrou dos desafios financeiros enfrentados pelas equipes diante da paralisação do futebol. A Premier League já avisou, segundo a Sky Sports, que a não realização do restante do campeonato levaria a um prejuízo combinado de £ 1 bilhão aos clubes.

“Será esquisito em qualquer lugar que isso (jogo de portões fechados) acontecer. O futebol não é um esporte de portões fechados. Sem espectadores, não é o mesmo esporte. Não é assim que vejo o futebol. Estamos lá para nos reunir, compartilhar nossas emoções. Queremos todos os estádios cheios, com atmosfera, torcedores, cores e cantos. Mas é preciso levar em consideração o contexto”, argumentou Lloris, convidando à reflexão.

“Há desafios maiores, econômicos, que precisam ser entendidos, em questão dos clubes e das federações. Todo mundo deve encontrar o equilíbrio certo entre a saúde, que está acima do futebol, e a necessidade de terminar esta temporada.”

Perguntado se ele acharia certo que a temporada fosse anulada, riscando todos os resultados, Lloris afirmou que isso não seria justo com o Liverpool, que abriu vantagem tão significativa na liderança da competição, buscando dar fim a um jejum de 30 anos sem títulos de Campeonato Inglês.

“Estamos em uma situação em que todo mundo quer terminar (a temporada) e ter um veredito dentro de campo. Seria terrível tudo terminar dessa maneira, a nove ou dez jogos do fim da Premier League. Seria também cruel para o Liverpool, com a vantagem que eles têm (de 25 pontos para o segundo colocado, Manchester City). Eles são quase campeões. Como para todo mundo, haveria um gosto de algo inacabado. Além disso, estamos chegando no período mais animador, mais bonito da temporada. Ninguém tem vontade que se termine assim (fora de campo)”, pontuou.

Como quase todas as figuras do futebol inglês, Lloris está no escuro quanto ao que irá acontecer com a liga inglesa. O goleiro aponta que os próximos anúncios do governo britânico, programados para acontecer na quinta-feira, 7 de maio, talvez deem um indício dos próximos passos.

“O confinamento ainda deve durar uma longa semana nas condições atuais, antes dos próximos anúncios do governo. Talvez veremos mais claramente, com a esperança de um recomeço de portões fechados, talvez em junho. Mas ninguém sabe. Temos que estar prontos, caso o futebol volte”, afirmou.

Os clubes da Premier League têm se reunido constantemente para se chegar à melhor solução para o encerramento da atual temporada. Depois de reunião por videoconferência na sexta-feira (1), todos reafirmaram o desejo de finalizar a liga dentro de campo, com um novo pré-requisito: as partidas precisariam ser realizadas em campos neutros, entre oito a dez estádios localizados em áreas de menor densidade populacional. Uma nova reunião está marcada para a próxima sexta-feira (8).

Mostrar mais

Leo Escudeiro

Apaixonado pela estética em torno do futebol tanto quanto pelo esporte em si. Formado em jornalismo pela Cásper Líbero, com pós-graduação em futebol pela Universidade Trivela (alerta de piada, não temos curso). Respeita o passado do esporte, mas quer é saber do futuro (“interesse eterno pelo futebol moderno!”).

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo