O Newcastle vinha de três derrotas e um empate nas últimas quatro partidas, incluindo uma goleada sofrida para o Leeds e a eliminação na Copa da Liga Inglesa para o Brentford. O cenário apontava para uma vitória relativamente tranquila para o Liverpool, mas graças a uma atuação coletiva aplicada, ao brilho individual de Karl Darlow e Fabian Schär e ao pé descalibrado de Mohamed Salah, as equipes não saíram de um 0 a 0 nesta quarta-feira (30), no St. James’ Park.

O Liverpool começou a partida bastante lento e só foi criar chances de perigo ao gol do Newcastle nos 15 minutos finais da primeira etapa. Aos 34 minutos, Salah recebeu lindo passe longo de Henderson, dominou com maestria e, cara a cara com Darlow, ajeitou o corpo e bateu para excelente defesa do goleiro.

Aos 46, Mané cruzou da esquerda para Firmino, que cabeceou forte, mas mais uma vez viu Darlow defender. Do lado do Newcastle, a melhor oportunidade na primeira etapa aconteceu ainda aos dois minutos, quando Callum Wilson tentou um cruzamento e acabou mandando em direção ao gol, forçando Alisson a se esticar para mandar para escanteio.

Na segunda etapa, demorou para que boas chances surgissem. Foi só aos 21 minutos que o Liverpool voltou a ameaçar os donos da casa. Em contra-ataque, Firmino abriu com Salah, que teve mais uma chance de frente para Darlow. O egípcio bateu com jeito, tirando do goleiro, mas tirou também do alvo, mandando rente à trave direita.

Aos 28 minutos, buscando maior qualidade na construção, Klopp lançou a campo Thiago Alcântara no lugar de James Milner. Foi o retorno do meio-campista aos gramados depois de ter perdido os últimos 16 jogos dos Reds devido a uma lesão sofrida contra o Everton ainda em outubro, quando fazia apenas sua segunda partida pelo novo clube.

Em uma de suas raras oportunidades, o Newcastle quase abriu o placar aos 34 minutos do segundo tempo. Em cobrança de falta, Matt Ritchie levantou na área, e Clark cabeceou forte, para baixo, mas parou em grande defesa de Alisson, impedindo o que seria um gol certo.

Os minutos finais reservaram um par de pequenos milagres por parte do Newcastle para evitar a derrota. Aos 36, Arnold cruzou, Darlow se esticou para espalmar, a bola bateu em Mané, e o senegalês ficou a instantes de completar para o gol, mas Schär apareceu providencialmente para negar o tento ao adversário.

Já aos 43, foi a vez de Darlow brilhar mais uma vez. Após escanteio, Firmino cabeceou com força e direção, mas viu o goleiro fazer uma defesaça de bastante reflexo. No rebote, a defesa conseguiu afastar antes que Salah pegasse a sobra dentro da pequena área.

Quem ficou feliz com o tropeço do Liverpool foi o Manchester United, que, com um jogo a menos que os Reds, está agora a apenas três pontos do líder da Premier League, após vencer o Wolverhampton na terça-feira (29).

O Liverpool, que agora soma dois empates consecutivos no Inglês contra adversários teoricamente frágeis, tendo ficado no 1 a 1 com o West Bromwich há três dias, tentará sua reação na próxima segunda-feira (4), quando enfrenta o Southampton, de Ralph Hasenhüttl.

Classements proposés par SofaScore LiveScore