Premier League

Liverpool contou com duas ótimas finalizações de Salah para chegar a uma vitória que envia bons sinais

Mohamed Salah marcou duas vezes, neste domingo, na vitória sobre o West Ham, por 3 a 1, na qual o Liverpool pareceu um pouco mais com o time que somou quase 200 pontos ao longo de duas edições da Premier League.

O adversário estava em ótima fase, com quatro vitórias consecutivas e apenas duas derrotas desde o fim de outubro, quando foi derrotado pelo próprio Liverpool, que começava a se aproximar da parte de cima da tabela.

No entanto, depois de golear o Crystal Palace por 7 a 0, o atual campeão inglês passou cinco rodadas sem vencer, com apenas um gol marcado, enquanto os Hammers cresceram de produção. Esta partida se tornou um confronto direto pela quarta colocação na tabela.

A vitória do Liverpool enviou alguns sinais importantes. Salah conseguiu criar espaço para finalizar com categoria e abrir o placar, Alexander-Arnold deu mais um daqueles lançamentos que cruzam o gramado para o segundo gol e foi a segunda vitória consecutiva fora de casa, o que aconteceu pela primeira vez nesta temporada.

Ainda apresentou dificuldades no primeiro tempo. Desfalcado de Sadio Mané, com uma lesão de última hora, e com Roberto Firmino poupado, o Liverpool teve 70% de posse de bola, mas criou muito pouco. Cada time deu apenas uma finalização correta em 45 minutos iniciais bem modestos.

O gol que abriu o placar foi curioso. Klopp trocou Milner por Curtis Jones. Parecia que o veterano estava cobrando esclarecimentos do treinador sobre a decisão quando Jones arrancou pelo meio do granado e deixou com Salah pela direita. O egípcio entrou na área, sambou e acertou um chute colocado para fazer 1 a 0.

Onze minutos depois, o West Ham teve um escanteio a seu favor. Bowen cobrou, a defesa do Liverpool afastou, Arnold virou o jogo da lateral direita defensiva para a lateral esquerda ofensiva, onde Shaqiri emendou para Salah, na cara do goleiro. Dominou com a perna direita, marcou com um toquinho de esquerda.

Firmino entrou no lugar de Shaqiri pouco depois e cozinhou uma grande jogada em tabela com Oxlade-Chamberlain, que devolveu de calcanhar para o brasileiro rolar a Wijnaldum, que marcou o terceiro da partida.

Craig Dawson aproveitou cobrança de escanteio para descontar, mas era tarde demais para atrapalhar a segunda vitória consecutiva do Liverpool, que vai começando a sair do buraco das últimas cinco rodadas. Especialmente na maneira com que está jogando.

.

.

Standings provided by SofaScore LiveScore

.

.

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo