Premier League

Kai Havertz: “É um tempo difícil para todo mundo, tentamos dar tudo pelos torcedores no momento”

Autor do gol da vitória do Chelsea, Kai Havertz comenta sobre a situação instável do Chelsea com sanções impostas ao dono, Roman Abramovich

O Chelsea conseguiu uma vitória difícil, mas muito importante neste domingo. Diante do Newcastle, arrancou um gol aos 43 minutos do segundo tempo com Kai Havertz e venceu por 1 a 0 um time que não era derrotado desde o final de 2021. Kai Havertz, o herói da partida, comentou sobre a dificuldade do jogo e da situação atual do clube, que vive um processo de mudança de dono após as sanções sofridas impostas aos russos, o que incluiu o dono dos Blues, Roman Abramovich.

“Foi incrível marcar no último minuto assim. Foi muito difícil. O Newcastle tornou a vida difícil para nós. No ataque foi difícil, eles têm defensores altos, que sempre tentam nos bloquear e faltas. Mas falamos sobre isso no intervalo e como superar. Buscamos, tentamos o nosso melhor e no final foi brilhante pra nós”, afirmou o jogador em entrevista à Sky Sports.

Um dos pontos controversos da partida foi uma cotovelada que Havertz acertou em Dan Burn, em que o alemão correu sério risco de ser expulso. A arbitragem, porém, não considerou assim e o lance não foi considerado passivo de chamada do árbitro ao VAR.

“As pessoas não me conhecem como um jogador que faz coisas assim. O cara tem quase dois metros de altura e eu tenho que pular contra ele. Você precisa usar os braços para pular e quando eu pulei ele está mais alto que eu, então é difícil. Posso dizer que sinto muito porque eu vi que ele estava machucado, mas não fiz de propósito”, disse o atacante.

O jogador também foi perguntado sobre a situação difícil do clube. “É difícil, nós jogadores somos privilegiados em treinar e continuar a fazer o que amamos. Sentimos muito por todo mundo. Os torcedores, os trabalhadores, não apenas nós, os profissionais. É um tempo difícil para todo mundo, tentamos dar tudo por eles [torcedores] no momento. Temos que seguir juntos, tentamos fazer isso e dar a eles um bom sentimento”, afirmou Havertz.

“Para o Newcastle teria sido uma boa tarde se conseguisse o resultado [o empate]. Eles sempre quiseram gastar muito tempo em algumas situações. Para nós, era frustrante. No intervalo falamos sobre continuarmos otimistas, calmos e tentar jogar nosso futebol. No fim, foi o melhor resultado que podemos ter”, afirmou o atacante alemão já em entrevista à BBC.

“Todo mundo curtiu este último minuto, pelos jogadores e torcedores. Foi uma boa sensação”, continuou o jogador. “Nós, os jogadores, estamos em uma boa situação, nos sentimos mal por todos os outros. Sabemos que essa situação não se trata de futebol, há muitas coisas mais importantes que nós. Tentamos colocar um sorriso no rosto deles. Quando você vê a emoção que veio depois desse gol, é o que todo mundo precisava hoje”.

“Nós somos privilegiados em fazer o nosso trabalho, muitas pessoas no mundo estão se sentindo piores que nós. Temos que tentar fazer nosso trabalho, sermos profissionais e dar a eles um bom sentimento”, concluiu o jogador.

A situação do Chelsea segue instável e indefinida. O clube não tem dinheiro para terminar a temporada e precisará de uma solução antes disso. Se o clube não for vendido rapidamente, nas próximas semanas, é possível que fique insolvente, mas o governo trabalha para evitar que isso aconteça. Resta ver o que acontecerá nas próximas semanas.

O Chelsea voltará a campo na próxima quarta-feira, dia 16, quando enfrentará o Lille pela Champions League, na França. Será o jogo de volta das oitavas de final, depois de vencer por 2 a 0 na ida, em Stamford Bridge.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo