Premier League

Guaita operou milagres e o Everton cedeu o empate contra o Crystal Palace no fim

O goleiro foi a principal figura no Goodison Park, com uma série de defesas salvadoras

A campanha do Everton na Premier League já rendeu momentos de franca empolgação, mas não consegue ser regular o suficiente para cumprir os anseios da torcida. Os Toffees vivem uma montanha-russa na temporada, assim como outros candidatos ao G-4 e, neste momento, fazem uma curva descendente. O time de Carlo Ancelotti só conquistou um ponto nas últimas três partidas, com o empate diante do Crystal Palace nesta segunda. Mesmo assim, o placar de 1 a 1 no Goodison Park esteve longe de satisfazer. O goleiro Vicente Guaita frustrou os anfitriões e permitiu que os londrinos igualassem no fim.

O Everton conseguiu ser melhor durante o primeiro tempo, mesmo sem controlar totalmente a partida. As melhores oportunidades eram dos Toffees e surgiam especialmente quando Richarlison e Dominic Calvert-Lewin conseguiam acelerar nos contragolpes. Guaita logo virou uma das figuras da tarde, com defesas salvadoras no mano a mano contra os atacantes adversários. Richarlison também apareceu duas vezes com espaço para cabecear, mas errou o alvo. Do outro lado, o Crystal Palace não conseguia imprimir o mesmo ritmo e acabava devidamente contido.

O jogo se abriu mais durante o segundo tempo, especialmente porque o Everton conseguiu aumentar sua pressão no ataque. O gol dos anfitriões saiu aos 11 minutos. Guaita até salvou uma bola incrível diante de Gylfi Sigurdsson, mas o rebote ficou vivo na área e Seamus Coleman rolou para James Rodríguez finalizar no cantinho. Guaita permaneceu como um personagem decisivo, com boas defesas para evitar o segundo. Parou Calvert-Lewin no mano a mano, inclusive. O problema é que os Toffees se acomodaram, permitindo que o Crystal Palace intensificasse a busca pelo empate.

Robin Olsen também passou a ser mais testado na meta do Everton, sobretudo em chutes de média distância. Guaita operou outro milagre com a ponta dos dedos aos 36, frustrando Richarlison. E, com sangue novo no ataque, o Crystal Palace arrancou a igualdade aos 41. Michy Batshuayi era um dos substitutos e definiu o placar, ao receber um ótimo passe de Jeffrey Schlupp e bater por baixo de Olsen. No fim, os Toffees ainda reclamaram de um pênalti, mas nada que alterasse o curso do jogo.

O Everton aparece na oitava colocação da Premier League, com 47 pontos. São três rodadas consecutivas sem vitórias, numa sequência ruim que afasta a equipe do G-4. Ao menos, os Toffees têm uma partida a menos que todos os outros concorrentes logo à frente. O Crystal Palace, por sua vez, se contenta com a posição intermediária. Com 38 pontos, é o 12° na classificação.

Classificação fornecida por SofaScore LiveScore

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo