Premier League

Foi exemplar a atitude e a sensibilidade no St. James’ Park, após um torcedor sofrer mal súbito nas arquibancadas

Um torcedor do Newcastle passou mal durante o jogo contra o Tottenham e, com ajuda dos próprios jogadores, foi salvo pelo médico dos Magpies

O árbitro Andre Mariner, bem como os jogadores de Newcastle e Tottenham, merecem o reconhecimento pela atitude tomada na rodada deste domingo da Premier League. As duas equipes se enfrentavam no St. James’ Park quando, aos 40 minutos do primeiro tempo, um torcedor teve um mal súbito nas arquibancadas. O lateral Sergio Reguilón alertou Mariner sobre a situação e Eric Dier solicitou o atendimento médico imediato. O jogo foi paralisado enquanto o salvamento era realizado, com uso de desfibrilador. Graças à ação imediata, o torcedor teve sua condição estabilizada e foi levado ao hospital. Prevaleceu a empatia e a consciência diante da urgência.

O mal súbito aconteceu antes da cobrança de um escanteio para o Tottenham, que vencia o jogo por 2 a 1. Reguilón percebeu a movimentação nas arquibancadas, avisado pelos torcedores, e pediu que Mariner paralisasse o jogo. Enquanto isso, os jogadores chamaram os médicos para o atendimento, com o doutor Paul Catterson, médico do Newcastle, atravessando o campo com o desfibrilador portátil.

Enquanto o salvamento era realizado, os jogadores permaneceram do outro lado do campo, aguardando a ação. Cerca de cinco minutos depois da suspensão do jogo, Andre Mariner conversou com um policial e decidiu que os jogadores voltassem aos vestiários. O torcedor seguia atendido pelos médicos. Em certo momento, a maca foi levada para o setor das arquibancadas. Logo depois, o restante do público passou a aplaudir, indicando que o torcedor atendido se recuperava. Vinte minutos depois da paralisação, os atletas voltaram a campo para se aquecer. Os sete minutos restantes do primeiro tempo seriam retomados.

Em suas redes sociais, o Newcastle confirmou que o torcedor estava em condições estáveis e seria encaminhado ao hospital. Já os torcedores reconheceram com aplausos também a equipe médica e os próprios jogadores. Reguilón, em especial, foi o mais exaltado e aplaudiu de volta o público local. O Tottenham terminou com a vitória por 3 a 2.

Situações de mal súbito, infelizmente, não são tão raras nas arquibancadas de estádios de futebol. A singularidade desta vez foi o envolvimento dos jogadores e a sensibilidade do árbitro, com a espera do atendimento. A vida foi colocada acima do futebol, como deve ser. Melhor ainda quando a história tem um final feliz, com o resgate bem-sucedido.

 

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo