Premier League

Estrelado por Havertz, Chelsea se impõe contra o Everton e conquista outra vitória essencial ao G-4

O Chelsea se transformou desde a chegada de Thomas Tuchel. O treinador permanece invicto à frente dos Blues e, durante os últimos dias, conquistou resultados que permitem acreditar na classificação à Champions League. Os londrinos já tinham derrotado o Liverpool e, no fechamento desta rodada, bateram o Everton em Stamford Bridge. Entre aqueles que se beneficiam com o novo comandante está Kai Havertz, e o alemão faria toda a diferença na vitória por 2 a 0. Com participação nos dois gols, o garoto estrelou o resultado que assegurou a equipe por mais uma semana na quarta colocação.

O Chelsea dominou a partida em Stamford Bridge desde o primeiro tempo, ciente da importância do confronto direto com o Everton. Os Blues tinham ampla posse de bola, mas ainda levaram um tempinho para converter sua superioridade em gols, com um bom papel da defesa adversária. Do outro lado, os Toffees demoraram a sair ao ataque e não passariam de um breve momento de pressão. O primeiro gol saiu aos 31. Callum Hudson-Odoi acionou Marcos Alonso pela esquerda e o cruzamento rasteiro foi arrematado por Havertz. A bola bateu nas pernas de Ben Godfrey e entrou, com a Premier League computando o gol contra.

O Chelsea permaneceu aproveitando a mobilidade de seu ataque e ainda foi melhor até o intervalo. Marcos Alonso poderia ter ampliado numa ótima arrancada pela esquerda, mas parou em Jordan Pickford, que defendeu o chute no contrapé. E se o Everton tinha dificuldades para acionar seu ataque, o cenário foi pior no segundo tempo, mesmo com a necessidade de responder. Os Blues foram mais agressivos e só não aplicaram uma goleada por conta de Pickford.

Os primeiros 20 minutos da etapa final seriam determinantes à vitória. O Chelsea manteve um ritmo alto e procurou matar o jogo. Havertz teve um gol anulado por toque no braço durante o domínio, enquanto Pickford faria duas boas defesas contra Hudson-Odoi e Marcos Alonso, em tiros de fora da área. Porém, o goleiro também derrubaria Havertz e permitiria uma cobrança de pênalti aos londrinos. Jorginho deslocou o goleiro e ampliou aos 20.

Sempre que o Everton chegava, o Chelsea conseguia travar o ataque, sem permitir tantos perigos contra a meta de Édouard Mendy. Richarlison não conseguiu ampliar a sequência de quatro jogos balançando as redes. E os londrinos maltratavam os adversários nos contragolpes, especialmente com a entrada de Mason Mount, em excelente fase. Pickford viveu um duelo particular com Werner, com mais duas grandes intervenções diante do alemão, além de ter operado outro milagre num tiro à queima-roupa de N’Golo Kanté. Por fim, Mount ainda tentaria deixar o seu, parando na sétima defesa de Pickford na noite.

O Chelsea soma 50 pontos na Premier League, num resultado fundamental às suas pretensões. São três pontos a menos que o Leicester City, com os Blues secando a concorrência do West Ham. A série invicta da equipe chega a 12 partidas, somando todas as competições. Já o Everton fica na sexta colocação, com 46 pontos, e perde a chance de entrar no G-4. Entretanto, os Toffees permanecem no páreo, com uma partida a menos.

Classificação fornecida por SofaScore LiveScore

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Bloqueador de anúncios? Aí é falta desleal =/

A Trivela é um site independente, que precisa das receitas dos anúncios. Desligue o seu bloqueador para podermos continuar oferecendo conteúdo de qualidade de graça e mantendo nossas receitas. Considere também nos apoiar pelo link "Apoie" no menu superior. Muito obrigado!