é um forte candidato para figurar nas listas de melhor jogador da temporada na Premier League – na corrida contra nomes mais badalados, a exemplo de Bruno Fernandes, Ilkay Gündogan e Harry Kane. O camisa 10 faz uma campanha estupenda com o , levando para a metade de cima da tabela um dos principais cotados ao rebaixamento no início do campeonato. O meia anotou seis gols e serviu dez assistências em 21 aparições, números que parecem não ser suficientes para dimensionar sua real importância aos Villans. E o momento do inglês de 25 anos impressiona até companheiros, como o goleiro .

Contratado pelo Aston Villa nesta temporada, Martínez afirma que nunca teve um companheiro de clube com o talento de Grealish, mesmo com uma longa passagem pelo . O arqueiro elogia Pierre-Emerick Aubameyang e Mesut Özil, mas Grealish está um passo à frente em sua opinião, até por aquilo que assiste durante os treinos. Para o argentino, o paralelo mais factível é Lionel Messi. E como alguém que esteve nas últimas convocações da seleção albiceleste, as palavras do arqueiro merecem créditos.

“Grealish é o jogador mais talentoso que já vi. Ele nunca entrega a bola. Quando vejo Grealish correndo, sempre surgirá um chute no alvo ou um escanteio para nós. Ele passará por dois ou três adversários. É como se eu visse um Messi com o pé direito a cada vez que Jack tem a bola. Você não consegue tirar a bola dele”, afirmou Emi Martínez, em entrevista ao Talksport. O goleiro ainda comentou sobre a forma como os companheiros o respeitam a cada treino.

“Jack é o jogador inglês mais talentoso e fico surpreso por ele não ter disputado mais partidas pela seleção. Messi é Messi, o melhor de todos. Mas, em termos de treinamento, quando Jack tem a bola, as pessoas não querem tentar desarmá-lo, o respeitam. Ele pode finalizar, pode driblar, pode fazer tudo. Quando eu treino com Messi na seleção, é o mesmo. Ninguém quer tocar nele, ele finta as pessoas, trata os jogadores feito cones. Eu vejo isso com Jack aqui”, complementou o argentino.

Capitão do Aston Villa, Grealish surgiu na base do clube e passou uma temporada emprestado ao Notts County. Desde 2014/15, o meia mantém aparições regulares nos Villans, mas seu futebol floresceu mesmo durante a Championship. Após liderar o acesso em 2018/19, o camisa 10 faz seu nível na Premier League se expandir e cresce a cada momento. O inglês aparece entre os líderes em várias estatísticas ofensivas nesta temporada: é o primeiro em passes para finalizações dos companheiros, o primeiro em faltas sofridas, o segundo em assistências, o quarto em dribles. Números que dimensionam sua efetividade.

Segundo o ranking do site WhoScored, que se baseia em estatísticas gerais para criar uma pontuação aos jogadores, Grealish é o segundo melhor desta Premier League – apenas dois centésimos atrás de Harry Kane, com 7,8 numa pontuação que vai até 10. Já no SofaScore, que possui um sistema parecido, Grealish é o terceiro com 7,72 pontos, atrás de Kevin de Bruyne (7,74) e Bruno Fernandes (7,73). Deixando de lado os números e olhando em campo, porém, Grealish possui uma dose de magia e qualidade técnica que nem sempre acaba mensurada na frieza dos dados. É essa a capacidade elogiada por Martínez.