Premier League

Em reencontro com sua torcida, Everton acaba com sequência invicta do Chelsea

Qualquer que fosse o resultado, a noite já seria especial ao Everton. A equipe de Carlo Ancelotti se reencontrava com sua torcida no Goodison Park após nove meses, ainda que com um número limitado, de duas mil pessoas. Talvez inspirados pela ocasião, os Toffees surpreenderam o Chelsea e, com a vitória por 1 a 0, acabaram com a sequência de 17 partidas sem derrotas dos Blues na temporada.

Contando todas as competições, o Chelsea não perdia há 17 jogos, considerando, é claro, que a eliminação para o Tottenham pela Copa da Liga aconteceu apenas nos pênaltis. Na Premier League, a sequência era de nove rodadas de invencibilidade, com cinco vitórias e quatro empates no período.

O único gol do jogo aconteceu ainda aos 21 minutos de partida. Calvert-Lewin foi derrubado dentro da área pelo goleiro Édouard Mendy, que se atrapalhou ao tentar afastar uma bola levantada na área e deu um encontrão forte no atacante dos Toffees. Na cobrança, Sigurdsson converteu.

O Chelsea respondeu em dose dupla com Reece James. Aos 25, o lateral bateu falta com perigo e forçou Pickford a uma boa defesa, mandando para escanteio. Após a cobrança da bola parada, James pegou a sobra e finalizou forte, para excelente defesa do goleiro, que ainda viu a bola bater na trave.

Em outro lance de bola parada, o Chelsea teve mais uma boa oportunidade de marcar. Chilwell levantou na área em cobrança de falta, Giroud ajeitou de cabeça, e Zouma, quase na pequena área, chutou em cima de Pickford.

Richarlison, ansioso para voltar a marcar na Premier League, em que tem apenas um gol nesta temporada, feito no fim de setembro, teve boa oportunidade de ampliar o placar. Aos 40 minutos do primeiro tempo, recebeu passe de Sigurdsson e avançou para a área em condições de balançar a rede. Porém, na hora do chute, viu seu pé de apoio escorregar, e a finalização parou em cima de Mendy.

Já na segunda etapa, aos dois minutos, Pickford saiu do gol para afastar uma bola levantada por Thiago Silva, e Mount pegou a sobra, de fora da área. Com jeito, encobriu o goleiro, mas não teve sorte, e a bola passou alguns centímetros acima do gol, caindo na rede superior.

Cinco minutos mais tarde, em contra-ataque, Richarlison recebeu pela esquerda, avançou até a área e tentou o chute cruzado. Mendy, atento, se atirou para espalmar. O Everton levou perigo novamente dois minutos depois, em cobrança de falta de Sigurdsson, mas ela foi um pouco alta demais.

Aos 18 minutos, Calvert-Lewin recebeu bola longa nas costas da defesa, entrou na área e foi derrubado por Chilwell. O pênalti foi marcado, mas acabou anulado depois de constatada a posição de impedimento do atacante dos Toffees.

O Chelsea tentou reagir, mas o mais perto que chegou do gol de empate foi quando, aos 36 minutos da etapa final, Mason Mount bateu falta com qualidade e acertou o pé da trave esquerda de Pickford.

Com o resultado, os Blues desperdiçaram a chance de ultrapassar momentaneamente Tottenham e Liverpool, assumir a liderança e colocar pressão sobre a dupla. O Everton, por sua vez, voltou a vencer após dois jogos e assumiu o sétimo lugar.

Em uma demonstração deste início acirrado de Premier League, o time de Ancelotti está agora a apenas dois pontos do Chelsea, terceiro colocado.

Classements proposés par SofaScore LiveScore

Mostrar mais

Leo Escudeiro

Apaixonado pela estética em torno do futebol tanto quanto pelo esporte em si. Formado em jornalismo pela Cásper Líbero, com pós-graduação em futebol pela Universidade Trivela (alerta de piada, não temos curso). Respeita o passado do esporte, mas quer é saber do futuro (“interesse eterno pelo futebol moderno!”).

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Bloqueador de anúncios? Aí é falta desleal =/

A Trivela é um site independente, que precisa das receitas dos anúncios. Desligue o seu bloqueador para podermos continuar oferecendo conteúdo de qualidade de graça e mantendo nossas receitas. Considere também nos apoiar pelo link "Apoie" no menu superior. Muito obrigado!