Premier League

Contratação mais cara da história do Newcastle, Almirón tem potencial para compensar (e exceder) a aposta

O Atlanta United se consagrou como um dos campeões mais avassaladores da história da Major League Soccer. E a conquista em 2018 também serviu como uma despedida a Miguel Almirón. O meia paraguaio ajudou a construir o sucesso repentino da franquia em seus meros dois anos de existência. O talento do armador potencializou o jogo ofensivo aplicado por Tata Martino. Ao lado de Josef Martínez, o camisa 10 foi um dos melhores jogadores do campeonato e prometia voos mais altos na carreira. Assim, dias depois do anúncio de Pity Martínez como seu substituto na Geórgia, Almirón desembarca em sua nova casa. Às vésperas de completar 25 anos, o maestro reforçará o Newcastle em sua luta contra o rebaixamento na Premier League.

Um dos maiores entraves em St. James’ Park durante as últimas temporadas é a falta de investimento no elenco. Dono do Newcastle, o controverso Mike Ashley pouco tem contribuído para o clube se tornar competitivo. Realiza apenas pechinchas e, nas temporadas mais recentes, nem isso. Rafa Benítez nunca escondeu seu descontentamento com a falta de opções no plantel e vinha fazendo milagres, com todas as limitações, ao manter os Magpies na Premier League. Ao menos nesta janela de inverno, os alvinegros se movimentam razoavelmente para melhorar o nível da equipe. Almirón é a segunda contratação neste 31 de janeiro, a mais contundente delas. Também veio por empréstimo o lateral Antonio Barreca, que surgiu muito bem no Torino, mas não justificou o dinheiro pago pelo Monaco em sua passagem no principado.

De qualquer maneira, é em Almirón que o Newcastle aposta as suas fichas. O paraguaio assinou por cinco temporadas e meia, em negócio que custou €24 milhões. A cifra quebrou o recorde do clube, que durava desde a transferência de Michael Owen em 2005. Representa o apreço pelo futebol do novato, mas também a imobilidade de Mike Ashley em tempos de enorme inflação nos valores relacionados ao futebol inglês. “Estou muito feliz e ansioso para conhecer meus novos companheiros. A liga é muito competitiva, este é um clube histórico e Rafa Benítez foi o principal motivo para eu estar aqui. Penso que é uma grande responsabilidade, algo bonito para mim, e tentarei oferecer o melhor que posso para compensar a confiança que o clube coloca em mim”, avaliou o reforço.

Almirón será daqueles jogadores para moldar o time ao redor, considerando o seu estilo de jogo criativo e solidário. Embora também possa atuar pelos lados do campo, o meia se sente mais à vontade centralizado na armação. Tem muita visão de jogo nos passes e nos cruzamentos, primando pelas assistências. Também pode ser uma arma às bolas paradas. Além do mais, se aproxima bastante dos atacantes, abrindo o caminho com os dribles e arriscando finalizações de fora da área. E sua adaptação na Inglaterra tende a não demorar, também por seu empenho defensivo sem a bola e pela forma como potencializa os contra-ataques com sua velocidade. Que Rafa Benítez não utilize necessariamente este meia central em sua formação usual, o novato pode possibilitar mudanças.

“Acompanhamos Miguel por um tempo e vimos um jogador com velocidade no ataque, que pode atuar atrás do atacante. Temos alguém que pode anotar gols e dar assistências. Sabemos que a MLS é um desafio diferente que a Premier League, mas ele tem potencial para fazer o que esperamos e dar o que precisamos. Após falar com ele, você pode dizer que Miguel está realmente focado e quer se sair bem. Ele deseja ter sucesso e ajudar o time. Seu impacto na MLS foi realmente grande e espero que eles nos dê mais competitividade e mais qualidade no terço final. Estou feliz que o trabalho duro nos bastidores terminou de maneira positiva e agradeço a todos pelos esforços”, analisou Rafa Benítez, ao site oficial do clube.

Mesmo com um elenco inferior ao dos concorrentes, o Newcastle faz uma campanha razoável na Premier League. Depois de um péssimo início, começou a ganhar jogos a partir de novembro e deixou a zona de rebaixamento. Os riscos permanecem, com os Magpies a cinco pontos do Z-3, mas a vitória sobre o Manchester City nesta semana traz novas perspectivas à equipe. E a chegada de Almirón é justamente algo a melhorar o nível técnico dos alvinegros. Em um mercado de transferências pobre em janeiro, não seria exagero colocá-lo ao lado de Gonzalo Higuaín como principal adição do campeonato. Porém, com um potencial inegavelmente superior em longo prazo.

Durante a carreira, Almirón se provou diferentes vezes. Começou muito bem no Cerro Porteño, despontando com dois títulos nacionais pelo Ciclón. Atraiu a atenção do Lanús e virou uma aposta dos grenás, também erguendo a taça do Campeonato Argentino em 2016. Foi um dos melhores jogadores no time de Jorge Almirón, anotando até mesmo um gol na decisão contra o San Lorenzo, na qual arrebentou. E a terceira taça nacional viria ao final do último ano, pelo Atlanta United. Além de absorver bastante em diferentes países, o paraguaio também pôde se confrontar com diferentes escolas de futebol. É o que o torna mais completo e pronto para deslanchar na Europa, aos 25 anos.

O Newcastle oferecerá um ambiente menos favorável a Almirón. Desta vez chega a um clube realmente pressionado e no qual precisa valer o investimento para evitar a Championship. Todavia, terá a companhia de outros tantos jogadores sul-americanos para auxiliar nestes primeiros passos. A fogueira em St. James’ Park pode ser um limitador ao meia nesta sua primeira empreitada europeia. Talento, ao menos, não deverá faltar na tentativa de superar os obstáculos. A confiança dos Magpies nisso é alta.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Bloqueador detectado

A Trivela é um site independente e que precisa das receitas dos anúncios. Considere nos apoiar em https://apoia.se/trivela para ser um dos financiadores e considere desligar o seu bloqueador. Agradecemos a compreensão.