Premier League

Com uma partidaça de Antonio, o West Ham goleia o Leicester e aparece na ponta da Premier League pela primeira vez desde 2006

West Ham fez uma partida bastante vibrante no lotado Estádio Olímpico e assumiu a liderança nos critérios de desempate ao final da segunda rodada

A torcida do West Ham precisou acompanhar de longe a excelente temporada protagonizada pelo time de David Moyes em 2020/21. Com as arquibancadas fechadas por conta da pandemia, custava acreditar que os Hammers estavam mesmo jogando tanta bola e sonhando com Champions League. Nesta segunda-feira, aconteceu o aguardado reencontro dos londrinos com sua apaixonada massa, nas arquibancadas abarrotadas do Estádio Olímpico. E a mensagem da equipe dentro de campo foi a melhor possível, para fazer mesmo os torcedores se empolgarem: o West Ham goleou o Leicester por 4 a 1, numa partidaça de Michail Antonio. Um resultado que botou os Hammers na liderança ao final da rodada da Premier League, o que não acontecia há 15 anos.

Num duelo entre duas equipes que frequentaram o G-4 na Premier League passada, mas precisaram se contentar com a Liga Europa, a vitória poderia significar uma prova de ambição. E o West Ham não demorou a mostrar como vinha com mais sede ao pote, tantas vezes puxado pelas arrancadas de Antonio. O primeiro gol surgiu aos 26, graças a uma bola roubada no meio, que resultou num contragolpe fatal. Saïd Benrahma recebeu na esquerda e cruzou para Pablo Fornals chutar de primeira dentro da área.

O Leicester saiu um pouco mais para o jogo depois do gol, mas o West Ham ainda levava mais perigo na bola aérea. E a partida se abriu de vez aos 40, quando Ayoze Pérez pisou no tornozelo de Fornals e recebeu o vermelho direto após revisão do cartão no VAR. Com um a mais, os Hammers aumentaram a pressão e buscaram resolver o jogo o quanto antes. Antonio poderia ter anotado seu primeiro gol no início da segunda etapa, numa cabeçada fulminante que Kasper Schmeichel salvou. O novo tento dos londrinos saiu aos 11, depois de uma pixotada de Çaglar Soyüncü. Antonio roubou a bola na área e, diante de um desesperado Schmeichel, só rolou para Benrahma chutar à meta aberta.

Schmeichel seguia evitando um placar pior e o Leicester descontou aos 24, numa bola que pipocou na área até Youri Tielemans definir. Porém, a esperança não duraria tanto. A pressão do West Ham não cessava e Antonio conseguiu seu merecido gol aos 35. Girou sobre a marcação de Soyüncü e encheu o pé. Na comemoração, ergueu e beijou um pôster com sua fotografia à beira do campo, numa cena imediatamente icônica. Por fim, Antonio faria mais um. O atacante domou o cruzamento com estilo, antes de completar de carrinho antes da chegada de Schmeichel. Daquelas noites para reforçar seu papel como ídolo dos Hammers. O jamaicano, afinal, chegou a 49 gols pelos londrinos na liga e superou Paolo Di Canio (47) como maior artilheiro do clube na era Premier League.

A goleada colocou o West Ham na liderança da Premier League ao final da segunda rodada. Os Hammers já tinham feito 4 a 2 sobre o Newcastle na estreia e aparecem à frente do Chelsea graças ao número de gols marcados. Ao todo, cinco times venceram as duas primeiras – incluindo também Liverpool, Brighton e Tottenham. Se a primeira posição neste momento significa pouquíssimo ao final do campeonato, esta é apenas a segunda vez que o West Ham ponteia a Premier League desde a criação do torneio em 1992/93. O time não fechava uma rodada no topo desde agosto de 2006. Um sabor raro, que se torna mais especial à torcida por tudo o que sentiram no Estádio Olímpico nesta segunda e também pelo fim de uma espera tão longa pelo reencontro.

Classificação fornecida por SofaScore LiveScore

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo