Premier League

Com um gol bem construído, Brighton conseguiu a vitória que tantas vezes lhe escapou

Sob o comando de Graham Potter, o Brighton tem uma sina: joga bem, muitas vezes contra os grandes, e perde mesmo assim. Neste domingo foi diferente. Com um gol bem construído aos 17 minutos do primeiro tempo e mais volume de jogo, conseguiu vencer o Tottenham, por 1 a 0, em casa, pelo Campeonato Inglês.

Os três pontos foram importantes ao time que mais empata na Premier League e que está nos arredores da zona de rebaixamento. Foi a segunda vitória nas últimas três rodadas e a primeira contra um integrante do Big Six desde que bateu o Arsenal, em junho.

Mais uma vez no começo do ano, José Mourinho está sem Harry Kane. Mas contratou Carlos Vinícius, do Benfica, justamente para situações como esta. A produção ofensiva do Tottenham sem seu capitão, no entanto, foi muito pobre.

Conseguiu apenas oito finalizações, metade do total do Brighton, e poucas vezes pareceu próximo de empatar. O lance de maior perigo foi justamente uma jogada de Vinícius, já perto do fim do jogo.

Enquanto isso, o Brighton mostrava seus recursos. Pascal Gross acertou a trave de Hugo Lloris, um prenúncio sombrio aos Spurs logo aos três minutos, e Alex Mac Allister deu o primeiro de um par de chutes de fora da área que tentaria ao longo dos 90 minutos.

O gol saiu dos seus pés. Gross começou a jogada pela direita, deixou com o argentino que encontrou um lindo passe em profundidade para deixar o companheiro livre pela direita da grande área. Bastou rolar para Torssard chegar batendo e abrir o placar.

Aos 30 minutos, o Tottenham finalmente teve um ataque para chamar de seu, uma batida rasteira de Bergwijn que passou perto da trave direita de Robert Sánchez, com certo perigo. Mas perigo mesmo foi a cabeçada de Lewis Dunk em cobrança de escanteio que Bale teve que cortar quase em cima da linha.

Vinícius apareceu bem na segunda trave para cabecear o escanteio bem alto cobrado por Bale, mas acertou as pernas de Sánchez, que fez uma boa defesa. No outro lado, Lloris também apareceu com qualidade para agarrar uma bola que Ben White desviou e que quase enganou o goleiro francês ao pegar na defesa.

Maupay levou perigo de cabeça, e Son testou Sánchez com um chute de longe pouco perigoso, antes de Vinícius dominar na entrada da área, girar e bater no canto. Sánchez evitou o empate com uma linda defesa.

O Brighton desperdiçou uma chance de ouro de matar a partida, aos 39 minutos do segundo tempo. Contra-ataque puxa por Mac Allister, Gross recebeu pela direita e tocou para a boca do gol na saída de Lloris. Era apenas Aaron Connolly e Alderweireld, que conseguiu um bloqueio providencial para manter o Tottenham na partida para os minutos finais.

Mas os Spurs nada conseguiram fazer para evitar a segunda derrotada seguida pelo Campeonato Inglês.

.

.

Standings provided by SofaScore LiveScore

.

.

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo