Premier League

Com homenagem a Diop, Fulham surpreendeu o Leicester e venceu a segunda na Premier League

Ademola Lookman ergueu a camisa de Papa Bouba Diop ao comemorar o gol que abriu o placar da vitória do Fulham por 2 a 1 sobre o Leicester, nesta segunda-feira, apenas a segunda da equipe londrina nesta Premier League e a primeira fora de casa.

Lookman dedicou o seu segundo gol da temporada ao senegalês que defendeu o Fulham entre 2004 e 2007 e morreu no último domingo, aos 42 anos, depois de sofrer com uma doença degenerativa.

O garoto inglês ergueu a camisa 19 da seleção de Senegal, utilizada por Diop ao marcar o gol da vitória sobre a França na estreia da Copa do Mundo de 2002, uma das grandes zebras da história da competição e que foi o prenúncio de uma campanha história dos africanos.

Até o gol de Lookman, o Leicester parecia estar no controle. Acertou a trave duas vezes na mesma jogada, com uma batida de fora da área de Youri Tielemans e com Wesley Fofana, no rebote. Jamie Vardy testou se Alphonse Areola estava ligado com um toque de calcanhar que completou o cruzamento rasteiro de Dennis Praet – Areola estava ligado.

Na marca da meia-hora, porém, André Anguissa puxou o contra-ataque, deixou a marcação para trás e tocou na medida para Lookman sair na cara de Kasper Schmeichel. Bastou tocar na saída do goleiro para abrir o placar. Poucos minutos depois, Christian Fuchs cometeu pênalti em Bobby Reid, o que não tem sido uma notícia tão boa assim para o Fulham.

Depois de Aleksandr Mitrovic converter o primeiro pênalti que o Fulham teve nesta temporada, foram três erros consecutivos, do sérvio, de Lookman e de Ivan Cavaleiro, que teve a responsabilidade de quebrar esse jejum. Bateu muito bem, firme e alto no canto esquerdo de Schmeichel para fazer 2 a 0. Antes do intervalo, exigiu uma boa defesa do dinamarquês com uma batida cruzada espalmada a escanteio.

O Leicester seguiu pressionando no segundo tempo, sem criar chances tão claras. Schmeichel teve que trabalhar novamente para barrar um chute forte de Lookman. O seu gol saiu apenas aos 41 minutos, quando a defesa do Fulham afastou mal um cruzamento e Vardy o direcionou de cabeça para Barnes dominar antes de encher o pé de canhota.

Os minutos finais foram meio malucos. Iheanacho furou de frente para o gol, após James Justin lhe ajeitar a bola. Na jogada seguinte, escanteio para o Leicester, Schmeichel foi para a área. A cobrança foi baixa e na primeira trave. A sobra ficou com o Fulham, que puxou um contra-ataque três contra três, enquanto Schmeichel ainda estava na área ofensiva.

O problema é que quem carregou a bola foi Mitrovic, nem de longe o jogador mais rápido em campo. Ele ainda conseguiu inverter o lado do campo com um passe rasteiro – quase interceptado por um desesperado Schmeichel – para o zagueiro Ola Aina. Aina bateu da intermediária, mas o Leicester conseguiu o desvio. O escanteio, porém, permitiu que o Fulham gastasse os últimos segundos da partida.

Chegou a sete pontos, com duas vitórias, um empate e sete derrotas. O Leicester perdeu a segunda seguida, depois de ter batido Arsenal, Leeds e Wolverhampton em sequência.

.

.

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo