Premier League

Futebol fluido e hat-trick de Aubameyang: Arsenal despacha Leeds em duelo de seis gols

Pierre-Emerick Aubameyang, como o Arsenal, não vive uma grande temporada, mas ainda é capaz de seus momentos de brilho. Neste domingo (14), contra o Leeds de Marcelo Bielsa, aproveitou os espaços costumeiros deixados pelos Whites para deslanchar, marcar três gols e ajudar a garantir uma grande vitória por 4 a 2 no Estádio Emirates.

Desde que assinou a renovação de seu contrato com os Gunners, em setembro de 2020, após uma longa novela, Auba não tem sido o mesmo. Até a partida deste domingo, o gabonês tinha apenas cinco gols em 19 jogos na Premier League 2020/21. O futuro é incerto, mas, se uma atuação específica pode ser capaz de catapultar o camisa 14 de volta ao seu nível mais alto, não há oportunidade melhor do que esta.

Como um todo, o Arsenal teve um jogo de destaque sobretudo na primeira etapa, criando boas chances de gol e as convertendo. Aos 13 minutos, já saiu à frente no placar com Aubameyang, que recebeu na esquerda de Xhaka, trouxe para o meio, pedalou para cima de Ayling e bateu rasteiro, entre Meslier e a trave direita, para fazer 1 a 0.

Infernizando a defesa do Leeds com sua velocidade e habilidade, o garoto Bukayo Saka, de apenas 19 anos, fez grande jogada aos 34 minutos, tabelando, entrando na área e sendo derrubado por Cooper. Inicialmente, Stuart Atwell marcou a penalidade máxima, mas, após revisar o lance na tela do VAR à beira do campo, voltou atrás em sua decisão.

Sem problemas para Saka, que logo depois sofreria mais um pênalti, desta vez sem arbitragem de vídeo que pudesse vir ao socorro do Leeds. O goleiro Meslier recebeu a bola na defesa, demorou para definir o que faria e, na hora de chutar o perigo para frente, foi ultrapassado por Saka na velocidade e acabou acertando o adversário. Na cobrança, Aubameyang converteu para fazer 2 a 0, aos 41 minutos.

Ainda no primeiro tempo, aos 45 minutos, o Arsenal fez uma linda jogada coletiva para chegar ao terceiro gol. Começando por Bukayo Saka, que encaixou uma sequência de dribles na entrada e dentro da área antes de abrir com Auba. O gabonês cruzou para o outro lado da área, Bellerín ajeitou para Smith Rowe, o meia tocou para trás para Ceballos, e o espanhol encontrou o conterrâneo Bellerín com um passe entre as pernas do marcador. O lateral então bateu no canto esquerdo de Meslier para balançar a rede.

Jovem talento ofensivo da base do Arsenal que, como Saka, tem empolgado a torcida, Smith Rowe foi decisivo de novo logo no início do segundo tempo, com um cruzamento preciso na cabeça de Aubameyang, aos dois minutos, para o camisa 14 marcar o seu hat-trick e basicamente decretar a vitória dos Gunners.

Como o Leeds de Bielsa não é de desistir e muito menos de abdicar do ataque, a equipe visitante ofereceu resistência e colocou uma pontinha de medo no torcedor do Arsenal ao ir buscar dois gols para diminuir a diferença. Primeiro, com Struijk completando de cabeça uma cobrança de escanteio caprichada do brasileiro Raphinha, aos 13 minutos. Mais tarde, com Hélder Costa, que havia entrado minutos antes em campo, finalizando cruzamento rasteiro de Tyler Roberts para definir o 4 a 2.

Apesar de reequilibrar o confronto na segunda etapa, este foi o máximo que o Leeds conseguiu fazer. Bamford chegou a ensaiar uma boa tabela com companheiros para chegar à área, mas foi bloqueado por dois defensores do Arsenal, que na sequência respondeu com Aubameyang carimbando a trave de Meslier.

Em contra-ataque rápido aos 38 minutos, o Arsenal levou perigo novamente com Saka, que combinou primeiro com Elneny e depois recebeu de Willian para acertar a trave direita de Meslier – um lindo lance que sublinhou a fluidez do jogo dos Gunners neste domingo, ainda que em posição de impedimento e invalidado.

O triunfo é significativo ao Arsenal, pela maneira como aconteceu, pelo retorno de Aubameyang a seu melhor futebol e por dar um fim a uma sequência de três jogos sem vitória na Premier League – empate sem gols com o United e derrotas para Wolverhampton e Aston Villa.

A seis pontos do G4, está cedo demais para os Gunners sonharem com uma briga por uma vaga à Champions League da próxima temporada. De qualquer forma, se quiserem entrar neste bolo que disputa as primeiras posições do campeonato, terá que tomar a própria atuação deste domingo como exemplo. Se puder fazer isso sem se expor aos espaços a que se expôs hoje, melhor ainda.

Classements proposés par SofaScore LiveScore

Mostrar mais

Leo Escudeiro

Apaixonado pela estética em torno do futebol tanto quanto pelo esporte em si. Formado em jornalismo pela Cásper Líbero, com pós-graduação em futebol pela Universidade Trivela (alerta de piada, não temos curso). Respeita o passado do esporte, mas quer é saber do futuro (“interesse eterno pelo futebol moderno!”).

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo