Premier League

Com atuação de gala de Matheus Pereira, o West Brom destroçou o Chelsea em Londres, na primeira derrota de Tuchel

Matheus Pereira foi uma grata surpresa da Championship passada. O brasileiro se colocou como protagonista do West Brom e conduziu o time de Slaven Bilic ao acesso. A estreia na Premier League tem sido bem mais dura ao meia, num time que não deixou o rótulo de candidato ao rebaixamento. Até fez boas partidas, mas não com a frequência desejável para afastar os Baggies do Z-3. Neste sábado, contudo, Matheus Pereira teve uma atuação espetacular contra o Chelsea dentro de Stamford Bridge. Que a expulsão de Thiago Silva tenha ajudado, isso não tira os méritos da equipe de Sam Allardyce, que pulverizou os anfitriões por 5 a 2. Sozinho, Matheus anotou dois gols e deu duas assistências. Encerrou a invencibilidade dos londrinos com Thomas Tuchel e arrebentou com uma defesa que só tinha sofrido dois gols nos últimos 14 jogos.

Vale lembrar que, durante o primeiro turno, o Chelsea já tinha sofrido na visita ao Estádio The Hawthorns, com o empate por 3 a 3 – incluindo dois gols de Callum Robinson. E o início da partida em Stamford Bridge logo parecia requerer cuidados maiores dos anfitriões. A marcação dos londrinos demorou a se encaixar e o West Brom atacava com velocidade, criando perigo. Os Blues levaram alguns minutos até conseguirem acertar seu jogo e exercer o domínio mais claro. E a lógica deu indícios de que prevaleceria aos 27, com um gol dos anfitriões. Marcos Alonso cobrou uma falta na trave e Christian Pulisic emendou às redes no rebote. Porém, logo as certezas ruiriam.

O Chelsea ficou com um jogador a menos aos 29 minutos. Thiago Silva deu um carrinho atrasado em Okay Yokuslu e o árbitro mostrou o segundo amarelo para o brasileiro. Thomas Tuchel logo colocou Andreas Christensen no lugar de Hakim Ziyech, mas o jogo virou. O West Brom passou a ficar mais com a bola e anotou dois gols antes do intervalo. Apesar de algumas boas defesas do goleiro Sam Johnstone, os Blues vacilaram nos longos acréscimos.

O empate saiu aos 47, num cochilo da defesa. Johnstone deu um chutão, a zaga parou e Matheus Pereira saiu de frente para o gol, dando um leve toque para encobrir o goleiro Édouard Mendy – foi uma pintura. Dois minutos depois, em outra bobeira dos londrinos, Matheus marcou de novo. Depois que Jorginho errou um passe na saída de bola, os defensores só assistiram a preparação da jogada, para que Matheus Pereira finalizasse com calma na área.

Na volta ao segundo tempo, o Chelsea se apressava à reação. Os Blues voltaram a pressionar e, conduzidos por Mateo Kovacic, tentavam o empate. A melhor chance foi de Marcos Alonso, de novo carimbando a trave. Porém, os londrinos também erravam passes em demasia e sofriam com os contragolpes do West Brom. O terceiro viria logo, aos 18. Numa ótima trama em velocidade, Darnell Furlong cruzou e Callum Robinson pegou na veia para marcar. E, cinco minutos depois, o inacreditável acontecia em Stamford Bridge, com o quarto dos Baggies. O contragolpe nasceu numa cobrança de escanteio dos adversários. As trocas de passes fluíram, até Matheus Pereira ajeitar para Mbaye Diagne finalizar cruzado.

O Chelsea indicou ter um sopro de vida aos 26, ao diminuir o placar. Timo Werner foi paciente diante do goleiro e rolou para Mason Mount concluir. Porém, o abafa não resultaria em tentos no ritmo que os Blues precisavam. Kai Havertz até entrou, mas o West Brom não cometia os mesmos vacilos atrás e sustentava a vitória. Ainda se seguiu uma partida animada, com oportunidades esporádicas aos londrinos, além dos contra-ataques perigosos do WBA. E com o desanimo abatendo os anfitriões, os Baggies cravaram o quinto gol nos acréscimos. Em mais uma troca de passes fácil, Matheus Pereira serviu e Callum Robinson tocou na saída de Mendy.

O Chelsea fica com 51 pontos, correndo o risco de perder a quarta colocação na sequência da rodada. Além disso, Manchester United e Leicester também poderão se distanciar dos Blues. Os londrinos ainda não tinham sofrido gols em Stamford Bridge desde a chegada de Thomas Tuchel e, de uma só vez, engoliram cinco. Jeito duro para o treinador alemão sofrer sua primeira derrota à frente do clube. Já o West Brom ainda precisa repetir muitas vezes essa boa atuação para se livrar do rebaixamento. Penúltimo colocado, o time de Sam Allardyce está a sete pontos de deixar o Z-3.

Classificação fornecida por SofaScore LiveScore

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Bloqueador detectado

A Trivela é um site independente e que precisa das receitas dos anúncios. Considere nos apoiar em https://apoia.se/trivela para ser um dos financiadores e considere desligar o seu bloqueador. Agradecemos a compreensão.