Premier League

City tem em Silva um raro artilheiro e vence a 16ª em 17 rodadas da Premier League

O Manchester City descobriu um novo e raro artilheiro nas últimas rodadas do Campeonato Inglês. Contra o Swansea, nesta quarta-feira, fora de casa, os comandados de Guardiola venceram por 4 a 0, o 16º triunfo em 17 rodadas da Premier League, com dois gols de David Silva, que deixou a sua marca pela terceira vez seguida.

LEIA MAIS: A atuação gigante de Ederson contra o United termina por afirmar sua importância no City

Isso é raro na carreira do espanhol. Apenas a segunda vez que acontece. A outra foi em dezembro de 2014, quando Silva também marcou quatro vezes ao longo de três rodadas seguidas, com um tento contra Burnley e West Brom e dois no Crystal Palace. O espanhol tem cinco gols na temporada. A sua mais artilheira foi a de 2014/15, com 12.

Foi um passeio do Manchester City, que mais uma vez se impôs contra o adversário e não deu sopa ao azar. Silva abriu o placar, completando, meio atrapalhado, o cruzamento de Bernardo Silva, titular da equipe mista que Guardiola colocou em campo. Sané, Gabriel Jesus e Walker começaram no banco de reservas.

Os ventos estão soprando a favor do Manchester City, tanto que De Bruyne mandou um cruzamento de falta direto para as redes. No segundo tempo, uma linda troca de passes terminou com Silva cara a cara com Fabianski. Cavadinha. Gol. No fim do jogo, Agüero, que depois do 3 a 0 começou a buscar incessantemente deixar sua marca, finalmente conseguiu e fechou o placar.

Manchester City tem a melhor campanha da história do Campeonato Inglês a essa altura, com 16 vitórias em 17 rodadas, 49 pontos, 11 a mais que o segundo colocado, e 52 gols, média de três por partida. São 15 vitórias seguidas, maior sequência da história do Campeonato Inglês. Nada mal.

.

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo