Premier League

Deu a lógica e virou rotina: City é campeão da Premier League e atinge feito inédito

Manchester City não dá sopa para o azar, vence West Ham e conquista seu 10º título inglês

O Manchester City é campeão da Premier League 2023/24. Com gols de Phil Foden (2x) e Rodri, a equipe de Pep Guardiola venceu o West Ham por 3 a 1, neste domingo (19), e conquistou o tetracampeonato inglês de maneira consecutiva — algo até então inédito na história da competição.

O City só dependia das próprias forças nesta última rodada. Era superar um desinteressado West Ham e correr para o abraço. Segundo colocado do certame, o Arsenal amargou novo vice-campeonato — o segundo consecutivo. Os Gunners até fizeram o dever de casa ao baterem o Everton, mas o triunfo dos Citizens frustraram os planos do time de Arteta de erguer a taça.

City tem começo arrasador com Foden, mas leva susto em bicicleta de Kudus

Um minuto. Este foi o tempo que o Manchester City levou para balançar as redes do West Ham. E que golaço de Phil Foden. Eleito o craque da Premier League no último sábado (18), o jovem e talentoso meia-atacante recebeu na entrada da área, clareou a jogada ao cortar para o pé esquerdo e finalizou, forte e colocado, no ângulo direito de Areola. Início avassalador do esquadrão de Pep Guardiola.

O gol de Foden condicionou todo o restante do jogo. Se havia algum receio por parte do City em demorar a abrir o placar e precisar lidar com o relógio, isso caiu por terra. A equipe de Manchester ditou o ritmo, não deixou o West Ham respirar e protagonizou um verdadeiro monólogo nos primeiros minutos. Posse de bola, troca de passes envolvente e marcação sufocante. Os comandados de David Moyes não esboçavam reação e corriam atrás dos Citizens. A missão do time londrino era não passar vergonha no Etihad.

Apesar de toda fama do City de Guardiola em trucidar os adversários e buscar incessantemente a vitória, a postura do time neste domingo (19) chamou muita atenção. O semblante compenetrado e sério de cada jogador não deixava dúvida: todos unidos em prol de um só objetivo. E foi com esse espírito que aos 17′, Foden desferiu mais um golpe letal no West Ham — e no Arsenal. Doku avançou pela esquerda carregando a marcação, levantou a cabeça e cruzou rasteiro para o meio da área. Bem posicionado e atento ao lance, o camisa 47 finalizou de primeira, no cantinho direito, e ampliou.

Mesmo com boa vantagem no placar, o City não deixou de pressionar e agredir o West Ham. Pelo contrário. Conforme o tempo ia passando, os donos da casa aumentavam a voltagem ofensiva. Se não fosse por Areola, a vitória do Tubarão no 1º tempo certamente seria mais elástica. E por Mohammed Kudus também. O ganês emendou linda bicicleta após bate e rebate na área e diminuiu o prejuízo dos Hammers. A essa altura, o Arsenal empatava com o Everton em Londres.

Rodri marca e confirma título do Tubarão de Manchester

Veio o 2º tempo e a configuração do jogo se manteve a mesma: City protagonista com a bola e West Ham recuado, jogando no contra-ataque. A intensidade, porém, já não era a mesma. Paciência passou a ser a chave do sucesso para o time da casa confirmar a vitória e o título. Os Hammers competiam mais e fechavam os espaços. Coube a equipe de Manchester lidar com isso.

Lento e burocrático. O City trocava passes no campo de ataque, mas não conseguia furar a defesa adversária. Na área técnica, Guardiola mostrava preocupação. Até que Rodri, o jogador que se recusa a perder, tratou de tranquilizar o chefe e desafogar um apreensivo Etihad. De Bruyne fez bonita jogada pela direita, trouxe para o meio e acionou Bernardo Silva na área. O português ajeitou na medida e deixou o volante espanhol em excelente condição de arremate. Foi o que ele fez. Chute seco e rasteiro no canto. Jogada de vídeo game. De pé em pé, no melhor estilo Manchester City.

O gol de Rodri, como citado, trouxe a tranquilidade necessária para o City. Antes apreensivo e ressabiado, os donos da casa respiraram aliviados depois do terceiro tento. A partir daí, foi só administrar a vantagem. Nada disso. Quem conhece Pep Guardiola sabe ele não admite pé no freio. O Tubarão seguiu em cima do West Ham, martelando em busca de mais bolas na rede.

O quarto gol não saiu, mas naquela altura isso já não importava mais. Manchester City tetracampeão inglês e festa no Etihad.

Estatísticas de Manchester City 3 x 1 West Ham — Premier League 2023/24

  • Posse de bola: 73 x 27%
  • Faltas: 2 x 12
  • Finalizações: 28 x 3
  • Finalizações no gol: 12 x 2

Campanha do Manchester City

  • 28 vitórias
  • 7 empates
  • 3 derrotas
  • 96 gols marcados
  • 34 gols sofridos
  • 91 pontos conquistados

Lista dos maiores campeões ingleses

  • Manchester United — 20 títulos
  • Liverpool — 19 títulos
  • Arsenal — 13 títulos
  • Manchester City — 10 títulos
  • Everton — 9 títulos
  • Aston Villa — 7 títulos
  • Chelsea — 6 títulos
  • Sunderland — 6 títulos
  • Newcastle — 4 títulos
  • Sheffield Wednesday — 4 títulos
Foto de Guilherme Calvano

Guilherme Calvano

Apaixonado por futebol, uniu o amor pelo esporte mais popular do mundo ao jornalismo. Carioca da gema e grande entusiasta da Premier League, cobriu o Flamengo no Coluna do Fla e o Chelsea no Blues of Stamford. Na música, vai de Post Malone a Armandinho. Eclético assim como na área técnica. Afinal, Guardiola e Mourinho são suas referências.
Botão Voltar ao topo