Premier League

Brighton celebra sua ótima temporada impondo mais um vexame à do Manchester United

Não que houvesse muita chance, mas o Manchester United está oficialmente fora da próxima Champions, após ser goleado por 4 a 0

O Manchester United poderia ter ficado muito próximo de praticamente garantir vaga na próxima Liga Europa neste sábado, mas foi goleado pelo quarto pior ataque da Premier League. O Brighton marcou quatro gols pela primeira vez nesta temporada pela liga inglesa para deixar ainda pior o fim de temporada melancólico dos Red Devils com uma vitória por 4 a 0 no Amex Stadium.

À espera de Erik ten Hag, que assumirá o comando técnico na próxima temporada no lugar do interino Ralf Rangnick, novo treinador da Áustria e que seguirá como consultor, o United chegou a acompanhar Arsenal e Tottenham na briga pelo quarto lugar, mas sofreu sua quarta derrota nas últimas sete rodadas e agora tem que ficar de olho em West Ham e Wolverhampton para pelo menos disputar a Liga Europa – ou a Conference League.

O West Ham pode igualar os 58 pontos do Manchester United se vencer os dois jogos que tem a menos, e o Wolverhampton, também devendo duas partidas, pode ficar a dois pontos de distância. A única boa notícia para o torcedor dos Red Devils é que o time tem apenas mais um compromisso nesta temporada, contra o Crystal Palace, no Selhurst Park, em 22 de maio.

O resultado também confirma que o Manchester United não pode mais alcançar o Arsenal, em quarto lugar, o que significa que o tricampeão europeu não disputará a Champions League pela segunda vez nas últimas três temporadas. Não que, com os Gunners ainda com quatro partidas pela frente, ainda houvesse muita esperança em Old Trafford.

Com Juan Mata, em turnê de despedida, mais uma vez titular, o Manchester United saiu atrás logo aos 15 minutos, quando Moisés Caicedo pegou o rebote de um chute de Pascal Gross de fora da área e acertou o cantinho de De Gea. Foi um primeiro tempo absolutamente pobre do Manchester United, que não exigiu defesa do goleiro Robert Sánchez, enquanto o Brighton, apesar do domínio, mostrava mais uma vez a sua dificuldade para criar chances claras de gol.

A defesa do Manchester United ajudou nesse aspecto, com Raphael Varane errando um domínio na entrada da área que quase se transformou em um gol por cobertura de Danny Welbeck, mas o atacante bateu forte demais na bola e mandou por cima do travessão.

Mas a defesa do United voltou a mostrar todo o seu instinto materno no fim de semana do Dia das Mães e deixou Leandro Trossard completamente livre na linha de fundo, pela esquerda da grande área, e Marc Cucurella completou o passe com um chute forte por cima para ampliar a vantagem do Brighton no começo do segundo tempo.

Pouco depois, Sánchez lançou da defesa direto pra Cucurella, que dominou pela esquerda, acionou Trossard que observou a infiltração de Pascal Gross na entrada da área e tocou na medida para Gross marcar o terceiro na saída de De Gea. Welbeck, depois, saiu livre nas costas da defesa e soltou um meio cruzamento, meio chute por elevação que Diogo Dalot conseguiu cortar em cima da linha, mas como desgraça pouca é bobagem, acertou Trossard que acompanhava a jogada e marcou com o peito.

Sánchez fez grande defesa em uma cabeçada de Edinson Cavani à queima-roupa, e o vexame vermelho quase ficou pior, mas Alexis MacAllister acertou a trave, aos 19 minutos da etapa final. O United chegou a colocar uma bola na rede, aos 26. Sánchez fez outra defesa importante, agora em cabeçada de Harry Maguire, que mandou o rebote cruzado. Cavani completou na boca do gol, mas estava impedido.

O Brighton chegou a 47 pontos e ainda tem chances mínimas de alcançar o West Ham, com 52 pontos, e disputar a Conference League, mas deve se contentar com uma temporada excelente para os seus recursos, finalmente escapando do rebaixamento sem sustos – e goleando o maior campeão da Inglaterra.

.

.

Standings provided by SofaScore LiveScore

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo