Premier League

Arsenal se antecipa e garante a contratação de Matt Turner, goleiro da seleção americana, para a próxima temporada

Matt Turner foi eleito o melhor goleiro da MLS em 2021 e chega para ser reserva de Ramsdale, diante da provável saída de Leno

A reabertura do mercado de transferências ainda está distante na Inglaterra, mas o Arsenal já sabe que ganhará mais uma opção para o gol. Nesta sexta-feira, o New England Revolution confirmou a venda de Matt Turner para os Gunners na próxima temporada. O goleiro da seleção dos Estados Unidos chegará para ser reserva de Aaron Ramsdale. Com contrato até 2023, mas insatisfeito no banco, Bernd Leno deve ser negociado. Assim, Turner se transforma numa alternativa confiável aos londrinos. O negócio custará €7 milhões.

Aos 27 anos, Matt Turner não é nenhuma promessa, mas possui uma ascensão tardia no esporte. Ele ainda atuava nas ligas secundárias dos EUA até 2017, sem sequer passar pelo draft da MLS. Jogou na universidade pelo Fairfield Stags, além de ter defendido o inexpressivo Jersey Express. Mesmo depois de ser contratado pelo Revolution, após ser aprovado em testes, acabou emprestado ao Richmond Kicker. A ascensão na Major League Soccer só começou mesmo em 2018, quando o arqueiro já tinha 23 anos. Desde então, ele se estabeleceu como um dos principais da liga. Em 2021, acabou eleito o melhor goleiro do campeonato e também o melhor jogador do All-Star Game.

Turner ganhou sua primeira convocação para a seleção dos EUA no fim de 2019. Ainda assim, ele esperaria mais um tempo até viver seu grande momento durante a Copa Ouro de 2021. Com uma equipe sem os principais destaques do país, o US Team conquistou o título sobre o México. Turner foi titular em todas as partidas e brilhou especialmente na decisão. Com os problemas físicos de Zack Steffen, ele tomou a posição também durante as Eliminatórias, embora não esteja totalmente garantido no posto principal.

É ver como a transferência ao Arsenal impactará na carreira de Matt Turner. Em teoria, ele deve ser mais utilizado nas copas nacionais e diante das eventuais lesões de Ramsdale. Mas ser reserva na Premier League não tende a ser um problema direto ao US Team, já que Zack Steffen também esquenta o banco do Manchester City. Resta saber quem terá mais moral com o técnico Gregg Berhalter, especialmente se os americanos se garantirem na Copa do Mundo. Certo é que Turner constará entre os convocados.

Já o Arsenal ganha um nome a mais para chamar atenção no mercado americano. Será apenas o quarto jogador do país a defender os londrinos – embora os três anteriores (Frank Simek, Daniel Karbassiyoon, Gedion Zelalem) não tenham disputado mais que oito partidas somados. Apenas na prática é que o negócio não deve ter muito impacto. Os Gunners evitam problemas diante do provável adeus de Leno, mas não que a posição de Ramsdale pareça ameaçada, até pelo alto nível apresentado pelo inglês.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo