Premier League

Arsenal não desistiu e buscou empate depois de sair perdendo por 3 a 0 do West Ham

O dérbi londrino entre West Ham e Arsenal foi movimentado. Os dois times fizeram uma partida cheia de idas e vindas, de mexidas no placar e que acabou em um emocionante 3 a 3. Do primeiro ao último minuto, a partida foi corrida, com os dois times buscando o gol e que qualquer um poderia ter vencido nos minutos finais. Um empate que pode não ser das melhores coisas,

Aos 15 minutos, Michail Antonio fez boa jogada pela esquerda, foi à linha de fundo e tocou para trás. Lingard dominou, a bola subiu um pouco e ele bateu firme para marcar um golaço: 1 a 0 para os Hammers.

Em uma falta nas imediações da área, Lingard cobrou com rapidez para Jarrod Bowen, que aproveitou como o Arsenal estava dormindo para chutar e o goleiro Bernd Leno falhar: 2 a 0. Uma bobeira incrível dos Gunners, que não tinham ninguém perto da bola para impedir a cobrança rápida.

A coisa complicou ainda mais para o Arsenal aos 31 minutos. Kieran Tierney errou no passe, o Declan Rice interceptou o passe, tocou para Bowen na direita, ele tentou o cruzamento, a bola bateu na defesa e sobrou para Vladimir Coufal, que levantou de forma precisa, no meio da área. Michail Antonio subiu bonito, tocou de cabeça, para baixa, uma cabeçada de manual, e marcou 3 a 0 para os mandantes. O gol foi atribuído a Tomás Soucek, que desviou a bola no caminho.

O Arsenal conseguiu diminuir o placar aos 38 minutos. Calum Chambers chegou pela direita e cruzou para o meio, onde Alexandre Lacazette finalizou para marcar e reduzir para 3 a 1. Com 38 minutos, o time de Mikel Arteta voltava ao jogo. A Premier League também atribuiu o gol a Soucek, que desviou a finalização de Lacazette.

O segundo tempo teve um outro Arsenal em campo. O time voltou mais ligado, mais atento e mais ofensivo também. Criou chances, como uma bola de Chambers para Lacazette que foi salva quase em cima da linha por Issa Diop.

A pressão do Arsenal continuaria. Bowen pediu falta, caiu e agarrou a bola, o que gerou uma falta justamente do jogador do West Ham. O Arsenal cobrou rápido, Odegaard fez a bola chegar a Calum Chams e, na direita, o defensor cruzou forte para dentro da área, rasteiro, e Craig Dawson acabou marcando um gol contra. No placar, 3 a 2 para o West Ham, mas já um jogo completamente diferente do primeiro tempo. O momento era todo do Arsenal.

O jogo ficou mais equilibrado, com o West Ham crescendo no jogo e acordando depois de um início ruim de segundo tempo. Com mais chegadas ao ataque, o West Ham começou a ficar perto de mais um gol. A melhor chance foi Said Benrahma fez uma ótima jogada pela direita aos 30 minutos, ganhou na velocidade e roloara o meio. Antonio se jogou na bola, tocou nela, mas a bateu na trave. A bola não entrou.

Quando o jogo ficava perigoso para o Arsenal, o time reagiu. Odegaard acionou Pepe na direita e o francês cruzou na medida para o compatriota Lacazette, que subiu de cabeça para colocar a bola na rede: 3 a 3 no placar no London Stadium, aos 37 minutos. Um placar maluco e que faria os minutos finais ganharem ainda mais dramaticidade no fim.

Os dois times sentiram que poderiam ganhar o jogo, alternando momentos que temerem perder. O Arsenal teve chance, o West Ham também, mas no final, o empate prevaleceu. Um jogaço pela Premier League, que mostra por que o West Ham está na briga pela parte de cima, mas também porque o Arsenal está em recuperação na temporada.

Standings provided by SofaScore LiveScore

VEJA TAMBÉM:

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo