Premier League

Renovação de David Raya com o Brentford para ir ao Arsenal parece estranha, mas é comum

Transferência acontece por empréstimo, com cláusula de compra estabelecida para David Raya ser jogador do Arsenal de forma definitiva a partir da próxima temporada

O Brentford renovou o contrato do goleiro David Raya, mas apenas para poder emprestá-lo para o Arsenal por uma temporada. O empréstimo tem o custo de £3 milhões e o Arsenal tem uma cláusula de compra estabelecida de £27 milhões. Havia especulação sobre interesse do Bayern de Munique, mas o goleiro queria ir para o Arsenal.

A extensão do contrato antes do empréstimo é um procedimento bastante comum. Como o Arsenal queria fazer o negócio por empréstimo, o Brentford quer se proteger no caso da compra do jogador não ser efetuada. Raya tinha contrato apenas até 2024 e, com a renovação, seu vínculo com o Brentford passa a ser até 2025. Não faria sentido emprestar um jogador está em seu último ano de contrato e perdê-lo sem custos em 2024.

“Eu tenho certeza que a primeira pergunta que todos os torcedores do Brentford irão fazer é por que essa transferência foi estruturada como um empréstimo inicial com o Arsenal tendo a opção de torná-la permanente no futuro”, disse Phil Giles, diretor de futebol do Brentford, no site oficial do clube.

“A resposta a isso é simplesmente que isso permite que o negócio seja feito mais rapidamente entre os dois clubes, com todas as partes envolvidas querendo tornar essa transferência permanente o mais rápido quando for praticamente possível, seja quando for. A extensão de contrato de David é uma posição alternativa no caso da transferência não se tornar permanente”.

“Eu não espero ver David de volta ao Brentford, mas se isso acontecer, então é claro que trabalhar com um goleiro de classe tão alta por dois ou mais anos seria um bônus inesperado para nós”, continuou o dirigente.

Raya deixa os Bees com 161 jogos realizados e sendo jogador de seleção espanhola. Ele esteve na Copa do Mundo de 2022, mas não entrou em campo. Também esteve no grupo que conquistou a Liga das Nações.

Catalão que se tornou profissional de futebol na Inglaterra

David Raya é nascido em Barcelona, em 15 de setembro de 1995, e começou a sua carreira nas categorias de base do Cornellà, um clube pequeno de Barcelona, mas se mudou para a Inglaterra, graças a uma bolsa de estudos que conseguiu, e passou a treinar na base do Blackburn Rovers. Curiosamente, ele cresceu como torcedor do Real Madrid.

Já com contrato profissional pelo Blackburn Rovers, Raya foi ganhar experiência atuando pelo Southport, nas divisões inferiores da Inglaterra, na temporada 2014/15, e fez 24 jogos. Ele retornaria a Ewood Park e, depois de jogar algumas partidas, renovou seu contrato com o clube. Raya só se tornaria titular na temporada 2016/17, quando o time foi rebaixado à League One. Ele ajudou a equipe com 47 jogos e o clube retornou à segunda divisão, a Championship. Ele seria titular até 2019, quando foi vendido ao Brentford. Terminou a sua participação pelo Blackburn com 108 jogos realizados, o que não é uma marca pequena.

No Brentford, Raya participou da subida do time da Championship para a Premier League. Acumulou 161 jogos pelo Brentford e se estabeleceu como um goleiro confiável mesmo subindo à principal divisão inglesa. Sua saída é especulada há bastante tempo. Na temporada passada, o espanhol recusou uma proposta de renovação, o que fez com que os rumores sobre a sua saída aumentassem. Estando em seu último ano de contrato, era claro que o clube tentaria vendê-lo. Por isso, a saída para o Arsenal não surpreende. Sendo um empréstimo, é lógico que ele renove antes de sair para proteger o clube.

Arsenal ganha profundidade com reserva para Ramsdale

Um dos interesses de David Raya em ir para o Arsenal é poder trabalhar novamente com Inaki Cana, preparador de goleiros que era do Brentford e está no norte de Londres. Para o Arsenal, ter um jogador com experiência de Premier League também é importante para ser uma opção ao titular da equipe, Aaron Ramsdale.

Um dos pontos que Arteta tem cobrado da diretoria é ter mais competição dentro do elenco. Houve a avaliação na última temporada que o time titular era muito competitivo, mas que havia uma diferença grande entre titulares e reservas e isso criou um problema ao longo da temporada. O Arsenal, com um elenco menos qualificado, acabou sofrendo para competir com um Manchester City com muitas opções no banco e para rodar ao longo das partidas.

“Nós damos as boas-vindas a David a nós em um empréstimo de uma temporada do Brentford. David é um goleiro de grande qualidade, que consistentemente tem desempenho em um nível alto com o Brentford na Premier League. Com David se unindo a nós, adicionamos qualidade e profundidade ao nosso elenco e podemos ter desempenho no mais alto nível possível em todas as competições”, afirmou o diretor esportivo do Arsenal, Edu Gaspar.

“Eu estou na lua em poder encarar esse desafio na minha carreira e dar esse passo. Estou realmente empolgado em começar e ver como a temporada termina. Eu falei com o chefe e ele me mandou os valores de como é o Arsenal. Do modo como o clube está vivendo, está crescendo ainda mais e é um desafio bonito para encarar, então não podia dizer não”, afirmou Raya à TV do Arsenal.

“Vi muito o Arsenal por muitos anos e desde que Mikel veio ele fez uma enorme diferença no estilo de jogo do clube. O modo como o time joga saindo de trás, ter confiança e tirando a posse do outro time é o principal motivo que eu me encaixo no time. Vou tentar ajudar o máximo possível e veremos o que acontece”.

Foto de Felipe Lobo

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!). Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009, onde ficou até 2023.
Botão Voltar ao topo