Premier League

A falta magistral de Coutinho adiantou pouco diante da fome de gols de Benteke em Anfield

O Crystal Palace atravessa um momento brilhante na Premier League. As Águias venceram seis e empataram uma das últimas oito partidas. Pelo caminho, deixaram Chelsea e Arsenal. Já neste domingo, acrescentaram o Liverpool entre as vítimas de seu cartel recente. O clima em Anfield ou o golaço de Philippe Coutinho não foram suficientes para intimidar os londrinos, que fizeram valer a ‘lei do ex’. Um dos protagonistas desta guinada vivida pelo clube, Christian Benteke anotou os dois gols na virada do time de Sam Allardyce por 2 a 1, saltando ao 12° lugar na tabela.

Em tarde apagada do Liverpool, Philippe Coutinho se responsabilizou por toda a lucidez da equipe de Jürgen Klopp. Das 14 finalizações dos Reds, sete saíram de seus pés. Inclusive a única que seguiu em direção do gol e morreu nas redes. Aos 24 minutos do primeiro tempo, o camisa 10 cobrou uma falta magistral. Botou muito efeito na bola e acertou o canto da meta de Wayne Hennessey, sem chances de defesa. O empate do Palace, contudo, aconteceu antes mesmo do intervalo. Em contra-ataque fulminante, Yohan Cabaye cruzou para Benteke escorar.

Bem na partida, Benteke representava o maior perigo ao Liverpool. E concretizou a virada aos 29. Após cobrança de escanteio, o centroavante completou de peixinho na pequena área e, como no primeiro tento, decidiu não comemorar contra o ex-clube. O belga balançou as redes cinco vezes nos últimos cinco jogos.

Antes brigando contra o rebaixamento, o Crystal Palace pode até terminar o campeonato na metade de cima da tabela. Saltou cinco posições com a vitória e tem um jogo a menos se comparado com a maioria de seus concorrentes. A linha de frente, sobretudo, faz um excelente trabalho nas últimas semanas, especialmente por Benteke e Wilfred Zaha. A situação tranquila, longe do risco de voltar à Championship, já é um grande prêmio em Selhurst Park. O Liverpool, por sua vez, estaciona na terceira colocação e, com dois jogos a mais que a dupla de Manchester, tem sua posição no G-4 ameaçada.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo